web analytics

5 razões porque os alienígenas não fazem contato conosco

Se os extraterrestres estão lá fora e podem se comunicar, eles o fariam em todas as oportunidades que tivessem, diz a sabedoria convencional. Mas e se eles estão tendo um ‘milênio de mau humor’ e simplesmente são criaturas antisociais que não se importam nem um pouco em se comunicar com outras criaturas conscientes (e talvez não tão conscientes) fora de seu planeta?

Basta olhar para as variedades de espécies do nosso próprio planeta para compreendermos que algumas criaturas são mais afáveis do que outras. Mas qualificando os extraterrestres como sendo antisociais, não significa que eles sejam necessariamente o tipo de cafajestes saqueadores mostrados por Hollywood.  Mas ao contrário, extraterrestres – por seja lá por qual for a razão – são mais ‘associais’ do que ‘antisociais’.

Para se ter um contexto, tomemos por base Douglas Vakoch, presidente da METI (Messaging Extraterrestrial Inteligence), com base em São Francisco – EUA, que colocou em perspectiva algumas das razões porque os ETs poderiam ter escolhido de se ocultarem dos radares:

contato-alienigena

Alienígenas podem ser ‘esquizóides’ e simplesmente não querem se comunicar

Não confunda o termo com esquizofrênico.  As pessoas que são ‘esquizóides’ geralmente são psicologicamente independentes. Por exemplo, como os exploradores polares que gostam de viver em ambientes de isolamento.

“Muitas vezes consideramos esta falta de desejo para contato com outros como sendo anormal na Terra, porque muitos de nós são muito sociais”, disse Vakoch. “Mas uma independência muito maior de outros poderia ser a norma em outros mundos.”

Imagine culturas extraterrestres compostas de indivíduos que pouco se importam em socializar com outros.

“Vemos algo similar com os polvos, os quais são animais muito independentes e geralmente gostam de ficar sós”, disse Vakoch. “Ninguém poderia chamar um polvo de criatura social, mas nos ambientes onde eles precisam cooperar para sobreviverem, eles podem superar esta tendência inata de serem antisociais.”

 

Alienígenas super-avançados podem ter uma mentalidade de enxame.

Talvez os alienígenas avançados podem ter uma mentalidade de enxame, na qual as necessidades dos indivíduos sejam secundárias às da coletividade, diz Valoch. Em tais civilizações, a coordenação dos esforços podem ocorrer somente entre as espécies, e não através do engajamento com outros.

Em outras palavras, eles estão tão consumidos com sua própria existência estratificada, que se comunicar com o Universo pode não estar em sua lista de prioridades. Como a banda The Beatles uma vez colocou: “Nothing’s gonna change my world” (Nada irá mudar meu mundo).

 

Eles podem ser totalmente artificiais e não requerem interação social.

Num planeta onde a inteligência artificial suplantou a inteligência biológica, diz Vakoch, pode ser inconcebível para aquela civilização se comunicar conosco.  Se encontrassem uma das nossas transmissões direcionadas de rádio, ele diz, poder ser muito desafiador para eles até mesmo conceberem que este sinal tenha sido envidado por outra inteligência.

 

Eles podem ter um sistema de valores que os fazem autosuficientes.

Nós, Home sapiens, saímos da África para cobrir a maior parte do globo e além. Mas Vakoch diz que uma civilização extraterrestre estável o suficiente para engajar em intercâmbios interestelares que poderiam demorar séculos ou milênios, pode operar com valores fundamentalmente diferentes.

“Continuamos alcançando além”, disse Vokach. Mas este pode não ser o caso com uma civilização que é, de forma inerente, mais paciente e sedentária do que os humanos.

 

Eles podem ter desistido da viagem espacial

Civilizações alienígenas muito velhas podem ter desistido de seus interesses exploratórios, ou por chance, ou por escolha, diz Vokach.  Eles podem estar passando por uma época muito longa de solipsismo de sua civilização; por exemplo, é tudo sobre nós e nada sobre ninguém mais – escolhendo explorar suas vidas internas mais do que as do Universo lá fora.

“Tais alienígenas podem ser muito difíceis de serem comunicados”, disse Vakoch.

Mas e sobre a ideia de alienígenas super-avançados que teriam mais interesse em nós do que nós mesmos teríamos em nos comunicar com formigas?

Esta noção é continuamente apresentada como razão para que alienígenas cientes e exploradores do espaço não nos deixarem para trás. “Ah, não, não ousemos parar aqui; esses humanos são muito tribais, infantis e belicosos, etc.”, é um refrão familiar.

Mas como Vakoch aponta, se de repente pudéssemos nos encontrar sendo capazes de comuniar com insetos como as formigas, por exemplo, certamente abraçaríamos a oportunidade.

Se as formigas estivessem tentando contato inteligente conosco, nosso reconhecimento desse fato seria algo que mudaria o jogo, diz Vakoch. Para algumas civilizações extraterrestre, não faria diferença se eles recebessem uma mensagem da Terra, diz ele, mas para outras, poderia simplesmente ser suficiente para colocá-los em comunicação conosco.

n3m3

Fonte

Termos recém pesquisados por leitores:

ATENÇÃO: Os comentários abaixo são de responsabilidade única e exclusiva de seus próprio autores e o site OVNI Hoje não se responsabiliza por quaisquer inconveniências por eles causados, como também reserva o direito aos seus moderadores de banir qualquer usuário que bem determinarem. Ao usar a área de comentários abaixo, você concorda com esses termos.

Assim, seja civilizado ao comentar e reporte abusos, marcando tais comentários como 'inapropriados', acessando a pequena flecha apontada para baixo no lado direito de cada comentário.

Obrigado.

Ad Blocker Detectado

Olá leitor. O OVNI Hoje depende dos anúncios aqui publicados para que seja possível pagar sua hospedagem e trazer notícias a você de forma gratuita. Por favor, considere nos apoiar desabilitando o seu bloqueador de anúncios. Obrigado

Refresh