web analytics

Raro evento cósmico nos permitirá observar o mundo alienígena Proxima B em 2028

Um fenômeno muito raro, chamado lente gravitacional, que ocorrerá em 2028, nos permitirá ver de perto um mundo alienígena recentemente descoberto, o Proxima B, um planeta localizado no sistema Proxima Centauri, o qual acredita-se orbitar sua estrela na assim chamada zona habitável.

Proxima B foi apelidado de ‘Segunda Terra’, e os cientistas acreditam que se trata de um planeta rochoso, com água no estado líquido em sua superfície, capaz de sustentar a vida tal qual a conhecemos.

De acordo com o European Southern Observatory – ESO, o raro evento cósmico foi previsto por uma equipe de astrônomos franceses, liderados por Pierre Kervella, da Universidade do Chile.  Provavelmente esta será a melhor chance que teremos para olhar o Proxima B e sua estrela.

“Usando dados novos, bem como os arquivados, obtidos por uma gama de telescópios ESO, a equipe previu as trajetórias da dupla estelar conhecida como Alpha Centauri A e B, a qual se move rapidamente, com erro insignificante.  Isto os permitiu predizer todos os alinhamentos próximo até 2050 entre a dupla Alpha Centauri e as estrelas que parecem estar próximas no céu – mas que de fato estão muito mais longe no espaço.”

Diagrama das trajetórias de luz na lente gravitacional. As imagens de objetos distantes formam algo como arcos ao redor de um objeto massivo intermediário.

Diagrama das trajetórias de luz na lente gravitacional. As imagens de objetos distantes formam algo como arcos ao redor de um objeto massivo intermediário.

Os resultados fornecem uma chance para caçar planetas no sistema Alpha Centauri, porque permite-nos procurar por eventos de lentes gravitacionais secundários.  As lentes gravitacionais ocorrem quando um objeto massivo, tal como uma estrela, distorce a estrutura do espaço ao seu redor.

Os especialistas explicam que a luz – que vem de um objeto distante – passando próxima à estrela em seu caminho até nós, segue uma trajetória curva pelo espaço. A estrela mais próxima age como uma lente, dobrando a luz do objeto distante.

Nos casos mais impressionantes, isto pode gerar um anel Einstein, que é um círculo de luz ao redor da estrela no plano dianteiro.

Devido o fato que a quantidade de massa desta estrela próxima determina exatamente o quanto ocorrerá de deflexão da luz, os desvios esperados do efeito da lente gravitacional podem ser usados para determinar a presença de planetas e suas massas, reporta uma declaração do ESO.

De acordo com especialistas, um dos exemplos mais empolgantes previstos por este estudo ocorrerá entre as estrelas Alpha Centauri: Alpha Centauri A, e a estrela localizada no plano de fundo – provavelmente um gigante vermelho – de nome S5.

Segundo os cientistas, em maio de 2018, há uma boa chance de que a luz da estrela S5 crie um, assim chamado, anel de Einstein ao redor da estrela Alpha Centauri, o qual poderemos observar usando os telescópios ESO’s.  Isto significa que temos uma excelente oportunidade de explorar o sistema estelar mais próximo de nós, a fim de encontrarmos planetas e objetos de baixa massa.

Este raro evento cósmico provavelmente será observado pelo instrumento GRAVITY do Very Large Telescope Interferometer (VLTI), no deserto do Atacama, e pelo vindouro European-Extremely Large Telescope (E-ELT).

Esta também será uma oportunidade única para olharmox o Proxima B, um mundo alienígena recém descoberto que orbita a terceira estrela localizada no sistema estelar Proxima Centauri.

n3m3

Fonte

Termos recém pesquisados por leitores:

ATENÇÃO: Os comentários abaixo são de responsabilidade única e exclusiva de seus próprio autores e o site OVNI Hoje não se responsabiliza por quaisquer inconveniências por eles causados, como também reserva o direito aos seus moderadores de banir qualquer usuário que bem determinarem. Ao usar a área de comentários abaixo, você concorda com esses termos.

Assim, seja civilizado ao comentar e reporte abusos, marcando tais comentários como 'inapropriados', acessando a pequena flecha apontada para baixo no lado direito de cada comentário.

Obrigado.

Ad Blocker Detectado

Olá leitor. O OVNI Hoje depende dos anúncios aqui publicados para que seja possível pagar sua hospedagem e trazer notícias a você de forma gratuita. Por favor, considere nos apoiar desabilitando o seu bloqueador de anúncios. Obrigado

Refresh