web analytics

NASA alerta: Asteroide pode impactar a Terra, causando “imenso sofrimento e morte”

Não, não é mais uma teoria da conspiração, propaganda de Armagedom ou estória do fim do mundo, mas parece que a NASA está preocupada quanto a um asteroide de 500 metros.  Por isto, a agência espacial enviará uma sonda para visitá-lo e estudá-lo em detalhes.

Se estes asteroide impactar a Terra, ele será similar à explosão de 3 bilhões de toneladas de explosivos.

Um asteroide de nome Bennu, que pode ser visto da Terra ao cruzar sua órbita a cada seis anos, poderia potencialmente causar “imenso sofrimento e morte”, e a NASA está planejando enviar uma sonda para coletar amostras de rocha do asteroide, com receio de que ele possa colidir com o nosso planeta.

O asteroide, que tem aproximadamente 500 metros em diâmetro e viaja ao redor do Sol a 100.000 quilômetros por hora, irá passar entre a Terra e a Lua no ano de 2135.

asteroide-impacto

“Essa passagem de 2135 irá modificar a órbita de Bennu, potencialmente colocando-o em rota para a Terra mais no final daquele século”, disse ao The Sunday Times, o professor de ciência planetária para a Universidade de Arizona, Dante Lauretta.

“Ele pode estar destinado a causar imenso sofrimento e morte”, adicionou.

Embora os pesquisadores terão dificuldades em predizer o quão próximo o asteroide passará da Terra, e como a sua órbita irá ser afetada por essa passagem, Lauretta estima que ela poderia mudar o asteroide para um curso de colisão com a Terra.

“Estimamos que as chances de impacto sejam a de 1 e 2.700, entre os anos de 2175 e 2196”, disse Dante Lauretta.

A sonda espacial OSRIS-Rex está programada para ser lançada em setembro, e pousar no asteroide em 2018.  De acordo com os pesquisadores, ela irá despender um ano na superfície de Bennu, e coletará amostras de rochas, antes de retornar à Terra em 2023.

Se o asteroide impactar a Terra, será similar à explosão de 3 bilhões de toneladas de explosivos.

Se a missão obtiver sucesso, ela será a primeira a visitar um asteroide e retornar à Terra com amostras.

De acordo com Lauretta, as amostras do asteroide poderiam fornecer ‘dados vitais para futuras gerações’.

Para obter as amostras e voltar à Terra, a espaçonave irá ‘pairar’ sobre a área alvo, onde irá baixar a 10 cm por segundo, e ficará em contato com a superfície por somente cinco segundo, enquanto usa um aspirador para coletar amostras do asteroide.

Os cientistas ainda aproveitarão a missão para estudar os blocos que constroem a  vida, através da pesquisa dos minerais localizados na superfície de Bennu.

n3m3

Fonte: ancient-code.com

Termos recém pesquisados por leitores:

ATENÇÃO: Os comentários abaixo são de responsabilidade única e exclusiva de seus próprio autores e o site OVNI Hoje não se responsabiliza por quaisquer inconveniências por eles causados, como também reserva o direito aos seus moderadores de banir qualquer usuário que bem determinarem. Ao usar a área de comentários abaixo, você concorda com esses termos.

Assim, seja civilizado ao comentar e reporte abusos, marcando tais comentários como 'inapropriados', acessando a pequena flecha apontada para baixo no lado direito de cada comentário.

Obrigado.

Ad Blocker Detectado

Olá leitor. O OVNI Hoje depende dos anúncios aqui publicados para que seja possível pagar sua hospedagem e trazer notícias a você de forma gratuita. Por favor, considere nos apoiar desabilitando o seu bloqueador de anúncios. Obrigado

Refresh