web analytics

Cientista apresenta desafio para decodificação de mensagem de ETs

MENSAGEM A SER DECIFRADA

Se alienígenas tentarem contatar a Terra usando mensagens binárias criptografadas, nós humanos compreenderíamos as mensagens?

René Heller, uma astrofísico do Instituto Max Planck para a Pesquisa do Sistema SolaR, na Alemanha, propôs um teste para descobrir isto.

Como parte do SETI Decrypt Challenge (Desafio de Decodificação SETI), o cientista liberou uma enorme mensagem feita de 0’s e 1’s, e está pedindo ao público para decifrá-la.

Veja as regras do Desafio:

  • Não há restrições nas colaborações
  • Discussão aberta nas redes sociais sobre possíveis soluções são fortemente incentivadas
  • Três pistas para a solução podem ser oferecidas, sob pedido
  • Uma quebra de código deve ser capaz de identificar a altura de um alienígena, quanto tempo de vida ele tem, o tamanho de seu aparelho de envio de sinais, quanto tempo ele tem se comunicado através da galáxia, o que sustenta sua vida e a idade de seu sistema solar
  • Em 3 de junho de 2016, uma lista de pessoas que conseguiram decifrar a mensagem, em ordem cronológica, será publicada

O cientista escreveu: “Suponhamos que um telescópio na Terra receba uma série de pulsos de uma fonte fixa e não resolvida, além do sistema solar.  Um algoritmo de computador identifica a natureza artificial dos pulsos.  Acontece que os pulsos carregam consigo uma mensagem.”

Heller diz que você pode trabalhar junto com quantas pessoas quiser, e muitos já apelaram para o Twitter, a fim de publicarem seus progressos, sob a hastag #SetiDecryptChallenge.

No mês passado, Heller publicou um documento, o qual argumentava que deveríamos estreitar nossa procura por alienígenas para aqueles que seriam capazes de nos ver também.  A pesquisa, publicada no periódico Astrobiology, incluiu um trabalho pelo Professor Ralph Pudritz, propondo formas para assegurar que os alienígenas que estivessem tentando detectar vida na Terra obtivessem sucesso.

Na procura por vida alienígena, astrobiólogos focam a maior parte de seus esforços de pesquisa em planetas e luas que estão muito longe para serem vistas diretamente por telescópios, assim eles os estudam através do rastreamento de suas sombras, quando estes corpos celestes passam em frente de suas estrelas anfitriãs.

“A abordagem que utilizamos é o, assim chamada, método de trânsito de detecção de planetas, quando estes passam à frente de suas estrelas anfitriãs”, disse Pudritz.

Heller e Pudritz disseram que deveríamos focar nossas pesquisas na zona de trânsito da Terra – uma fina fatia do espaço onde, se os alienígenas lá estivessem vivendo, eles seriam capazes de ver a Terra passando à frente do Sol.

A Zona de Trânsito da Terra (sigla em inglês – ETZ) oferece por volta de 100.000 alvos em potencial, cada um orbitado por planetas e luas habitáveis, disseram os cientistas – e isso é somente o número que podemos ver com os radio telescópios da tecnologia de hoje.

“A conclusão é que, se você é capaz de fazer observações cuidadosas de estrelas, seria difícil perder o método de trânsito”, disseram os pesquisadores. “Assim, seria difícil perder a Terra se você fosse um observador na ETZ – dentro de poucos milhares de anos luz de nós.  Obviamente, não podemos predizer o que os outros observadores extraterrestres são capazes em termos de detectar planetas como a Terra, com o bloqueio da luz da estrela, que realmente não poderia ser perdido.”

O Dr. Heller adicionou que “se qualquer desses planetas abrigasse observadores inteligentes, ele poderia ter identificado a Terra como sendo habitável, mesmo como um mundo vivo, há muito tempo, e poderíamos estar recebendo suas transmissões hoje.”

Heller e Pudritz propõem que a Breakthrough Listen Initiative, parte da mais completa procura por vida extraterrestre já conduzida, pode maximizar suas chances de sucesso ao concentrar sua pesquisa em zonas de trânsito da Terra.

Fontedailymail.co.uk

E, para mim, o mais interessante disso tudo é que antes a maioria dos cientistas nem sequer cogitavam a ideia de vida extraterrestre, e hoje estão tão certos de que ela existe, que investem muito tempo de dinheiro à sua procura.  Porém, podem estar perdendo seu tempo procurando longe demais, pois ela pode estar aqui, embaixo de nossos narizes.

Mas pelo menos a ciência já admite que, pela mera probabilidade, é quase impossível que ETs não existam.

A mensagem a ser decifrada pode ser encontrada neste link: http://www2.mps.mpg.de/homes/heller/downloads/files/SETI_message.txt

n3m3

Colaboração: André Machado

Termos recém pesquisados por leitores:

Loading...

ATENÇÃO: Os comentários abaixo são de responsabilidade única e exclusiva de seus próprio autores e o site OVNI Hoje não se responsabiliza por quaisquer inconveniências por eles causados, como também reserva o direito aos seus moderadores de banir qualquer usuário que bem determinarem. Ao usar a área de comentários abaixo, você concorda com esses termos.

Assim, seja civilizado ao comentar e reporte abusos, marcando tais comentários como 'inapropriados', acessando a pequena flecha apontada para baixo no lado direito de cada comentário.

Obrigado.

Ad Blocker Detectado

Olá leitor. O OVNI Hoje depende dos anúncios aqui publicados para que seja possível pagar sua hospedagem e trazer notícias a você de forma gratuita. Por favor, considere nos apoiar desabilitando o seu bloqueador de anúncios. Obrigado

Refresh