web analytics

Após descobrir 1.234 novos planetas, NASA diz que ETs podem existir

EPA_Space-Kepler-T_2856427aApós ter descoberto 1.234 novos planetas, a NASA acaba de deixar os pesquisadores de OVNIs frenéticos, dizendo que os alienígenas podem mesmo existir.

Os cientistas nos EUA confirmaram que nove desse planetas são “similares à Terra” – os quais poderiam abrigar a vida.

As novas descobertas trazem o número de planetas similares à Terra já encontrados para 550 – 24 dos quais estão no ‘hall da fama’ de planetas, e poderiam potencialmente abrigar a vida.

Os astrônomos descobriram o grande número de planetas, através do uso do telescópio espacial Kepler.

O anúncio mais do que dobra o número de planetas orbitando estrelas distantes já ‘confirmados’.

Quase 5.000 planetas em potencial foram encontrados até hoje, 3.200 dos quais já sendo confirmados como mundos genuínos.

Mais de 2.300 desses foram descobertos pelo Kepler, que foi lançado em março de 2009 e orbita a Terra à uma distância de 160 milhões de quilômetros.  Este telescópio faz uma varredura da Via Láctea, atrás de planetas fora de nosso sistema solar, conhecidos como exoplanetas, e já encontrou 4.302 candidatos a planeta em potencial  desde que foi lançado.

A Dra. Ellen Stofan, cientistas chefe do quartel general da NASA em Washington, disse: “Este anúncio mais do que dobra o número de planetas confirmados, já descobertos pelo Kepler.  Isto nos dá a esperança de que em algum lugar lá fora, ao redor de uma estrela parecida com a nossa, poderemos finalmente descobrir uma outra Terra”.

Todos os novos planetas tem menos do que 1,6 vezes o tamanho da Terra, e orbitam as zonas habitáveis de suas estrelas, onde as temperaturas são amenas o suficiente para permitir a existência de água no estado líquido.

A cientista do Kepler, Dra. Natalie Batalha, disse estar “intrigada” por dois novos planetas em particular.

Um deles é o Kepler 1229B, do tamanho da Terra, mas localizado mais próximo do meio de sua zona habitável do que o nosso planeta. O outro, Kepler 1683B, é 50 por cento maior do que a Terra e orbita uma estrela um pouco mais quente do que o Sol.

O Dr. Paul Hertz, diretor da divisão de astrofísica do quartel general da NASA, disse:

“Antes do telescópio Kepler ser lançado, não sabíamos se os exoplanetas eram raros ou comuns na galáxia. Agora sabemos que os exoplanetas são comuns, que a maioria das estrelas em nossa galáxia possuem sistemas planetários, e que uma fração razoável das estrelas em nossa galáxia tem planetas potencialmente habitáveis. Saber isto é o primeiro passo para endereçar a questão: Estamos sós no Universo?”

Especulações circularam ao redor do projeto Kepler, antes do anúncio da NASA, pois ela havia mantido suas investigações em segredo.  Um dos rumores foi o de que o Kepler teria encontrado evidência de vida alienígena inteligente, tal como uma “megaestrutura” construída ao redor de uma estrela.

n3m3

Fonte: thesun.co.uk

Termos recém pesquisados por leitores:

Loading...

ATENÇÃO: Os comentários abaixo são de responsabilidade única e exclusiva de seus próprio autores e o site OVNI Hoje não se responsabiliza por quaisquer inconveniências por eles causados, como também reserva o direito aos seus moderadores de banir qualquer usuário que bem determinarem. Ao usar a área de comentários abaixo, você concorda com esses termos.

Assim, seja civilizado ao comentar e reporte abusos, marcando tais comentários como 'inapropriados', acessando a pequena flecha apontada para baixo no lado direito de cada comentário.

Obrigado.

Ad Blocker Detectado

Olá leitor. O OVNI Hoje depende dos anúncios aqui publicados para que seja possível pagar sua hospedagem e trazer notícias a você de forma gratuita. Por favor, considere nos apoiar desabilitando o seu bloqueador de anúncios. Obrigado

Refresh