web analytics

Teria uma “vela automotiva” sido encontrada em rocha de 500.000 anos?

Em 13 de fevereiro de 1961, Wallace Lane, Virginia Maxey e Mike Mikesell estavam procurando por amostras interessantes de minerais, especificamente geodos, para sua loja de presentes em Olancha, na Califórnia, EUA.

Sua procura por geodos os levou a aproximadamente 6 quilômetros ao noroeste de Olancha, a uns 1300 metros das Montanhas Coso, próximos do leito seco do Lago Owens, onde coletaram as amostras.  Eles retornaram à sua loja com vário geodos.

Contudo, nenhum deles tinha a mínima ideia do que iriam descobrir.

No próximo dia, Mike Mikesell quebrou uma lâmina enquanto estava cortando o que ele achava ser um geodo.  Dentro do objeto que ele estava cortando, Mikesell encontrou algo muito diferente do que uma típica cavidade de geodo.  Para sua surpresa, ele descobriu uma seção perfeitamente circular de um material branco e rígido, parecido com porcelana.

No eixo central deste cilindro de porcelana, estava um metal brilhante de 2 mm.  O metal parecia ser um imã, mas possuía outras qualidades estranhas.  Sua superfície era muito áspera e ele parecia estar coberto por cascas fossilizadas.

Além destes estranhos depósitos, ele também encontrou dois objetos metálicos não magnéticos encrostados, que pareciam como pregos metálicos e um anel. À medida que Mikesell analisava o objeto, ele encontrava coisas ainda mais estranhas.

A camada interna era hexagonal e parecia formar uma cobertura de porcelana rígida ao redor do cilindro.  Na parte exterior, uma camada muito deteriorada de cobre cercava o cilindro de porcelana.

Muito pouco se sabe sobre as primeiras inspeções do misterioso objeto.

De acordo com Virginia Maxey, eles consultaram um geólogo, o qual pediu para não ser identificado.  De acordo com este misterioso geólogo, a peça levaria 500.000 anos para alcançar seu formato atual.

Assim, o que estaria algo similar à uma vela automotiva fazendo dentro de uma rocha de pelo menos meio milhão de anos?

O objeto foi submetido para mais testes, que confirmam as anomalias do mesmo, sendo este submetido a testes de raio-X e de luz visível.  O teste de raio-X revelou que na metade superior do objeto havia algum tipo de mola.

Na outra metade do artefato parecia ter um cilindro de metal, presumivelmente feito de cobre, cobrindo o cilindro de porcelana.

Em 1963, o estranho objeto foi apelidado de “O Artefato de Coso” e foi exibido no Museu do Leste da Califórnia, na cidade de Independence, por um período de três meses.

Então, por anos ele foi exibido no lar de Wallace Lane, um dos três descobridores originais do misterioso artefato de 500 mil anos. Em 1969, Wallace Lane recebeu uma oferta de US$ 25.000 pelo misterioso objeto, mas recusou vendê-lo.

Ainda hoje, o Artefato de Coso permanece um mistério. Ele é um objeto que parece ter sido perdido, bem como outros artefatos descobertos no passado, que fornecem novos desafios para os livros de história, tal como a conhecemos.

Quem fabricou este artefato e qual seria o seu propósito provavelmente permanecerá um mistério, a não ser que o objeto seja encontrado, para que os pesquisadores possam o analisar de forma mais completa.

De acordo com o site humansarefree.com, o objeto desapareceu em 1969.

n3m3

Fonte das informaçõesAncient Code

Colaboração: SENAM

Termos recém pesquisados por leitores:

"

ATENÇÃO: Os comentários abaixo são de responsabilidade única e exclusiva de seus próprio autores e o site OVNI Hoje não se responsabiliza por quaisquer inconveniências por eles causados, como também reserva o direito aos seus moderadores de banir qualquer usuário que bem determinarem. Ao usar a área de comentários abaixo, você concorda com esses termos.

Assim, seja civilizado ao comentar e reporte abusos, marcando tais comentários como 'inapropriados', acessando a pequena flecha apontada para baixo no lado direito de cada comentário.

Obrigado.

Ad Blocker Detectado

Olá leitor. O OVNI Hoje depende dos anúncios aqui publicados para que seja possível pagar sua hospedagem e trazer notícias a você de forma gratuita. Por favor, considere nos apoiar desabilitando o seu bloqueador de anúncios. Obrigado

Refresh