web analytics

Cientistas da NASA se unem à procura por extraterrestres

alien sky2WASHINGTON: Cientistas da NASA, de várias disciplinas, se uniram para procurar por vida extraterrestre e irão se apropriar de um modelo climático global para simular as condições em exoplanetas habitáveis.

O trabalho do Instituto Goddard para Estudos Espaciais (sigla GISS em inglês) da NASA é parte de um esforço mais amplo para identificar mundos similares à Terra.  O telescópio espacial Kepler já descobriu mais de 1.000 planetas, através da observação da breve interrupção de luz estelar, o que sinaliza a passagem de um planeta em frente de sua estrela.  Pelo menos cinco destes planetas são similares em tamanho à Terra e localizados na ‘zona habitável’, onde a água pode existir no estado líquido.

Estamos começando a pensar sobre estas coisas como mais do que objetos planetários“, disse Anthony Del Genio, um modelador climático que está liderando o trabalho do GISS. “De repente, isto se tornou um tópico não somente para astrônomos, mas também para cientistas planetários, e agora para cientistas climáticos“, disse Del Genio. O grupo de Del Genio é um de aproximadamente 16 – que incluem desde cientistas planetários e terrestres, até físicos solares e astrofísicos – que estão participando no novo programa Nexus para Ciência de Sistemas de Exoplanetas (sigla NExSS em inglês).

Estamos reunindo um grupo de disciplinas diferentes, e elas todas analisam a formação e o funcionamento dos planetas, de diferentes formas“, disse Mary Voytek, diretora do programa de astrobiologia da NASA e organizadora da NExSS.  O programa irá expandir a rede de colaboradores, disse ela.  Isso deverá ajudar aos cientistas fazerem sentido dos dados e observações existentes, vindas do Telescópio Espacial James Webb e do Satélite de Pesquisa de Exoplanetas em Trânsito, que estão agendados para lançamento em 2018.

O programa também ajudará a NASA a desenvolver missões para a caça de exoplanetas na década de 2020 e além.  No GISS, a equipe de Del Genio está tentando localizar simples parâmetros que ocorrem na Terra, tais como os dias de 24 horas e órbitas de 365 dias, para criar um modelo de exoplaneta que possa ser ajustado para diferentes sistemas de planetas.

A simulações iniciais irão focar no passado da Terra e na evolução de Vênus e Marte.  No passado, cada um desses planetas pode ter tido água líquida em suas superfícies.  A  meta final da equipe é a de explorar o conceito de uma zona habitável, através da mistura e combinação de alguns fatores chave, os quais determinam se um planeta pode abrigar a vida.

Ao alimentar estes parâmetros no modelo de exoplaneta, o grupo criará um banco de dados de ‘atmosferas hipotéticas’ com espectros que poderiam ser visíveis aos astrônomos.

n3m3

Fonte: www.newindianexpress.com

Termos recém pesquisados por leitores:

Loading...

ATENÇÃO: Os comentários abaixo são de responsabilidade única e exclusiva de seus próprio autores e o site OVNI Hoje não se responsabiliza por quaisquer inconveniências por eles causados, como também reserva o direito aos seus moderadores de banir qualquer usuário que bem determinarem. Ao usar a área de comentários abaixo, você concorda com esses termos.

Assim, seja civilizado ao comentar e reporte abusos, marcando tais comentários como 'inapropriados', acessando a pequena flecha apontada para baixo no lado direito de cada comentário.

Obrigado.

Ad Blocker Detectado

Olá leitor. O OVNI Hoje depende dos anúncios aqui publicados para que seja possível pagar sua hospedagem e trazer notícias a você de forma gratuita. Por favor, considere nos apoiar desabilitando o seu bloqueador de anúncios. Obrigado

Refresh