web analytics

Carro movido à água salgada é aprovado para circular na Europa

Enquanto a tecnologia que, alegadamente, impulsiona os ‘discos voadores’ não nos é revelada, a raça humana trabalha em outras formas de criar independência dos combustíveis fósseis.

Veja abaixo o artigo publicado no site gq.globo.com que mostra mais um avanço tecnológico no setor de transportes:

Depois de ser apresentado pela primeira vez no Salão Internacional do Automóvel de Genebra, em março deste ano, o Quant e-Sportlimousine foi agora aprovado por autoridades alemãs para trafegar em vias públicas, tanto do país quanto da Europa. O design, você poder ver, dispensa palavras, mas vale a pena mencionar algumas inovações e tecnologias que destoam muito do convencional.

A começar pelo combustível: água salgada.

Não, o veículo não funciona com água do mar, mas também não é com nenhum combustível normal, ou bateria.  Com uma tecnologia que usa princípios estudados pela Nasa em 1976 para o programa espacial americano, o sistema que alimenta os quatro motores elétricos do carro (um para cada roda) é baseado em nanocélulas e reações químicas em duas soluções eletrolíticas. O resultado da novidade, além da emissão zero, é mais autonomia que os atuais carros elétricos.

E bastante potência. Ou pelo menos é a fabricante afirma. Segundo a NanoFlowcell, mesmo com água no tanque, o Quant e-Sportlimousine, graças a um motor de 912 cavalos, chega a 100 quilômetros por hora em 2,8 segundos e atinge velocidade máxima de 380 km/h, além de ter um alcance de mais de 600 km.

Quant e-Sportlimousine (Foto: Divulgação)

Todos esses números vão ser testados quando o modelo chegar oficialmente ao mercado europeu — depois de testes em estradas, o próximo passo deve ser a produção em série do carro, que é feito de estruturas de fibras de carbono e carrega quatro pessoas. O carro tem portas que abrem para cima e acabamento em madeira, cobre e couro.

Fonte do vídeo: nanoFLOWCELL AG – QUANT e-Sportlimousine

Que venham as novas tecnologias, e que se acabe com as guerras causadas pelo petróleo.

n3m3

Fonte: gq.globo.com

Colaboração: KjulimataConde

Termos recém pesquisados por leitores:

ATENÇÃO: Os comentários abaixo são de responsabilidade única e exclusiva de seus próprio autores e o site OVNI Hoje não se responsabiliza por quaisquer inconveniências por eles causados, como também reserva o direito aos seus moderadores de banir qualquer usuário que bem determinarem. Ao usar a área de comentários abaixo, você concorda com esses termos.

Assim, seja civilizado ao comentar e reporte abusos, marcando tais comentários como 'inapropriados', acessando a pequena flecha apontada para baixo no lado direito de cada comentário.

Obrigado.

Ad Blocker Detectado

Olá leitor. O OVNI Hoje depende dos anúncios aqui publicados para que seja possível pagar sua hospedagem e trazer notícias a você de forma gratuita. Por favor, considere nos apoiar desabilitando o seu bloqueador de anúncios. Obrigado

Refresh