web analytics

Cosmonautas iam armados para o espaço

O seguinte artigo foi publicado no site Gazeta Russa:

Os cosmonautas soviéticos viajavam armados para o espaço, mas as armas levadas ao cosmo eram mais tradicionais –uma pistola de três canos que parecia sobretudo uma espingarda de caça de cano serrado.

Apesar do fato de na União Soviética o tema não ser tratado abertamente, os cosmonautas, desde Iúri Gagárin, voavam para o espaço armados, equipados com pistolas Makarov comuns –as mesmas que a polícia usava. A justificativa era a autodefesa depois do pouso contra “animais selvagens e elementos criminosos”. Desde então, não havia planos de equipar os pilotos soviéticos com uma arma dedicada, até que em 1965 Aleksêi Leonov e Pavel Beliaiev sofreram um pouso de emergência em plena floresta.

Ursos

Devido à demora das equipes de resgate em encontrar os cosmonautas acidentados, Leonov e Beliaiev tiveram que passar vários dias na floresta fechada. Mesmo depois de serem encontrados, devido à densidade das árvores, os helicópteros somente podiam “pairar sobre nós e constatar que estávamos cortando galhos e preparando fogueiras”, relata Leonov ao relembrar do episódio.

Os cosmonautas prepararam um abrigo precário que não era capaz de conter animais silvestres ferozes, principalmente ursos famintos que estavam acordando de suas longas hibernações (era março). Apesar dos cosmonautas atirarem para o alto com o objetivo de afugentar tais animais, acabou por apenas atiçar a curiosidade deles.

“Com a Makarov, nós somente podíamos atirar”, lembra Leonov com uma dose de ironia amarga. Foi ele, mais tarde, quem deu início à criação de uma arma especial de sobrevivência em caso de pouso de emergência.

Sonho dos pastores e caçadores

O desenvolvimento da nova arma ficou sob responsabilidade do engenheiro-chefe da Fábrica de Armas de Tula, Vladímir Paramanov, que baseou o projeto em três ramos distintos: em um revólver, em uma espingarda semi-automática e em uma arma de cano triplo. Acabou que a última se mostrou mais adequada às funções de proteção contra animais perigosos e elementos criminosos, bem como na preparação de alimentos e no fornecimento de flashes para localização e obtenção de fogo. A arma era constituída por três canos: dois superiores de calibre 32 e um inferior raiado que utilizava um cartucho de calibre 5,45 mm. Este cano inferior era municiado com a munição SP-P, e os dois superiores de calibre 32 utilizavam munições SP-D (gauge) e SP-S (sinalizadora).

Os trabalhadores da fábrica de Tula apelidaram carinhosamente a nova arma de “Sonho de Caçador”, mas sua denominação oficial é TP- 82 Sonaz (Arma de Fogo Portátil de Emergência, na sigla em russo).

A Sonaz foi adotada oficialmente em 1986. No mesmo ano, a pistola foi levada ao espaço por uma tripulação conjunta franco-soviética…

Para ler o restante do artigo, acesso o seu site de origem, clicando aqui: Gazeta Russa

n3m3

Colaboração: Henrique Carvalho de Oliveira

Loading...

ATENÇÃO: Os comentários abaixo são de responsabilidade única e exclusiva de seus próprio autores e o site OVNI Hoje não se responsabiliza por quaisquer inconveniências por eles causados, como também reserva o direito aos seus moderadores de banir qualquer usuário que bem determinarem. Ao usar a área de comentários abaixo, você concorda com esses termos.

Assim, seja civilizado ao comentar e reporte abusos, marcando tais comentários como 'inapropriados', acessando a pequena flecha apontada para baixo no lado direito de cada comentário.

Obrigado.

Ad Blocker Detectado

Olá leitor. O OVNI Hoje depende dos anúncios aqui publicados para que seja possível pagar sua hospedagem e trazer notícias a você de forma gratuita. Por favor, considere nos apoiar desabilitando o seu bloqueador de anúncios. Obrigado

Refresh