web analytics

Poderia esta nova descoberta sobre meteoros ajudar a explicar algumas experiências paranormais?

O seguinte artigo, publicado no site www.dailygrail.com, trata da ideia de que possa haver uma relação entre ondas de rádio de frequência extremamente curtas e eventos paranormais:

meteoroUm fenômeno pouco conhecido relacionado aos meteoros, mas um tanto estranho,  é que aproximadamente 10 por cento das testemunhas de bolas de fogo muito luminosas alegam escutar “estranhos chiados e explosões, coincidentemente com sua passagem pelo céu“.  O problema é que estes ‘sons’ são impossíveis, já que a maioria dos meteoros estão a pelo menos dezenas de quilômetros de distância do observador, e tais sons deveriam chegar atrasados, bem após a bola de fogo ter se consumido.  É como se o som de alguma forma estivesse viajando à velocidade da luz.

O físico Colin Keay apontou que fenômenos similarmente estranhos acontecem em associação com as reentradas do ônibus espacial na atmosfera, raios, no início de terremotos e nas detonações de armamento nuclear, e assim propôs que os sons possam ser causados pela transdução de ondas de rádio em frequência extremamente baixas (ELF, em inglês).

Por muito tempo existe a teoria de que os meteoros poderiam produzir tais ondas.  Em 1958, Gerald Hawkins (o pioneiro das terias astronômicas sobre Stonehenge), predisse que o rastro de plasma produzido por uma bola de fogo, à medida que ela ioniza o ar na atmosfera, deveria gerar ondas de rádio quando se resfria.  E agora, nova pesquisa, quase que acidentalmente, descobriu evidências que dão respaldo à predição de Hawkins:

Kenneth Obengerger, da Universidade do Novo México em Albuquerque, e seus colegas estavam procurando por eventos misteriosos chamados de explosões de rádio nos dados obtidos pelo Conjunto Long Wavelength, que é um observatório no Novo México, EUA.  Mas, para a surpresa da equipe, a análise de 11.000 horas de dados incluiu a evidência de 10 explosões de radio de baixa-frequência, que pareceram manchadas no céu.

As formas das manchas foram remanescentes de bolas de fogo cortamdo o céu.  Assim, a equipe olhou os dados do levantamento de telescópio pela NASA, o qual registra meteoros e faz a varredura de algumas das partes do céu.  Cada um dos eventos estendidos de rádio correlacionou em tempo e espaço com bolas de fogo desconhecidas, diz Obenberger.

E como isso se relaciona ao paranormal?  No Volume 1 da antologia Forteana, Darklore, notei quantas experiências paranormais eram precedidas por experiências de ruídos estranhos, similares àquelas descritas por Colin Keay.  Assim, poderia haver uma relação entre as experiências paranormais e as ondas de rádio ELF?

Em alguns casos, tais como experimentos de ‘quase morte’, isso parece improvável.  Mas em outros avistamentos espontâneos de estranhas naves e seres, talvez poderia ser que a ideia de que o cérebro está sendo afetado de alguma forma por ondas ELF tenha algo a ver com isso (uma ideia que tem sido explorada no passado pelo neurocientista Dr. Michael Persinger).

Especulativo, certamente;, mas uma interessante possibilidade mesmo assim.

– Greg

 Se você leitor teve alguma experiência com avistamento de um OVNI, associada a sons estranhos, seria interessante se deixasse seu parecer na área de comentários abaixo.

n3m3

Fontewww.dailygrail.com

Loading...

ATENÇÃO: Os comentários abaixo são de responsabilidade única e exclusiva de seus próprio autores e o site OVNI Hoje não se responsabiliza por quaisquer inconveniências por eles causados, como também reserva o direito aos seus moderadores de banir qualquer usuário que bem determinarem. Ao usar a área de comentários abaixo, você concorda com esses termos.

Assim, seja civilizado ao comentar e reporte abusos, marcando tais comentários como 'inapropriados', acessando a pequena flecha apontada para baixo no lado direito de cada comentário.

Obrigado.

Ad Blocker Detectado

Olá leitor. O OVNI Hoje depende dos anúncios aqui publicados para que seja possível pagar sua hospedagem e trazer notícias a você de forma gratuita. Por favor, considere nos apoiar desabilitando o seu bloqueador de anúncios. Obrigado

Refresh