web analytics

Mega-Terra é descoberta

Renderização artística de como pode parecer o planeta Kepler-10c, uma Mega-Terra.

Renderização artística de como pode parecer o planeta Kepler-10c, uma Mega-Terra.

Astrônomos descobriram um planeta surpreendente; um mundo rochoso com 17 vezes a massa da Terra.  Super-Terras já haviam sido descobertas antes, mas este planeta é diferente.  Os cientistas estão o chamando de ‘Mega-Terra’.

Descoberto pelo Telescópio Espacial Kepler, da NASA, e anunciado nessa segunda-feira numa reunião de astronomia em Boston, EUA, este planeta, oficialmente chamado de Kepler-10c, detona as equações que ditam o quão massivo uma planeta rochoso possa ser, sem expandir para se tornar um planeta gasoso gigante como Júpiter.

Os teóricos não esperavam por isto.  O conservadorismo era de que além de 10 massas da Terra, um planeta reteria tanto hidrogênio que ele se tornaria como Júpiter ou Saturno.  Kepler-10c sugere que planetas gigantes possam se manter rochosos, com superfícies claramente definidas, não se tornando gasosos e inchados.

Isso significa que há mais solo lá fora para a vida, tal qual a conhecemos na Terra.

O Kepler-10c é muito velho, tendo se formado há 11 bilhões de anos, menos de 3 bilhões após a formação do universo.  Não se acreditava que mundos rochosos tivessem se formado há tanto tempo.

A natureza fará o que ela quer, independentemente dos teóricos da Terra“, disse Sara Seager, uma cientista planetária do Instituto de Tecnologia de Massachusetts, que não estava envolvida com a nova descoberta, mas disse por e-mail que ela acha isso “incrivelmente empolgante“.

O planeta Kepler-10c, que orbita uma estrela a 569 anos-luz da Terra, na constelação de Dragão, provavelmente não abriga a vida.  Ele está muito perto de usa estrela mãe e sua superfície é ‘tostada’.

A gravidade em sua superfície é de quase três vezes a da Terra.  Se existissem criaturas por lá, elas provavelmente seriam um tanto achatadas.  O planeta tem 2,3 vezes o diâmetro da Terra, mas é muito mais denso, particularmente no seu centro.

Ainda é rocha, mas é rocha duas vezes mais densa do que a rocha que estamos acostumados”, disse Dimitar Sasselov, um professor de astronomia da Universidade de Havard e co-autor do trabalho que descreve a Mega-Terra.

Após o telescópio espacial ter descoberto Kepler-10c, um telescópio no solo mediu sua massa e descobriu que se trata de um mundo gigante rochoso.

Agora, parece que planetas são extremamente abundantes – virtualmente toda estrela pode ter pelo menos um planeta.  Mas a habitabilidade destes mundos ainda permanece um mistério.  Ninguém ainda encontrou um planeta exatamente gêmeo à Terra – um planeta rochoso como a Terra, orbitando uma estrela como o Sol, em sua zona habitável.

n3m3

Fonte: www.washingtonpost.com

Colaboração: inúmeros leitores

 

Termos recém pesquisados por leitores:

Loading...

ATENÇÃO: Os comentários abaixo são de responsabilidade única e exclusiva de seus próprio autores e o site OVNI Hoje não se responsabiliza por quaisquer inconveniências por eles causados, como também reserva o direito aos seus moderadores de banir qualquer usuário que bem determinarem. Ao usar a área de comentários abaixo, você concorda com esses termos.

Assim, seja civilizado ao comentar e reporte abusos, marcando tais comentários como 'inapropriados', acessando a pequena flecha apontada para baixo no lado direito de cada comentário.

Obrigado.

Ad Blocker Detectado

Olá leitor. O OVNI Hoje depende dos anúncios aqui publicados para que seja possível pagar sua hospedagem e trazer notícias a você de forma gratuita. Por favor, considere nos apoiar desabilitando o seu bloqueador de anúncios. Obrigado

Refresh