web analytics

Livro da NASA sugere que antigos petroglifos podem ter sido feitos por alienígenas

imagens-desenhadas-na-rocha

A cada mês, um novo planeta é descoberto, o qual possui similaridades com o nosso – e está se tornando cada vez mais aparente que a Terra não é única.  Assim fica óbvio que dos bilhões de planetas similares à Terra, só em nossa galáxia, possa haver outro que abrigue a vida.  Este é um pensamento que está ganhando cada vez mais credibilidade e agora a NASA liberou um livro fascinante que detalha como, ou se, poderíamos nos comunicar com alguns destes mundos.

Alguns dos capítulos mais interessantes cobrem o assunto da comunicação alienígena no passado, presente e futuro.  Em uma seção, por exemplo, William Edmondson, da Universidade de Brimingham, considera a possibilidade da arte em rochas na Terra ser de origem extraterrestre.

“Podemos dizer pouco, se é que podemos, sobre o que estes padrões significam, o porquê deles terem sido gravados nas rochas, ou quem os criou”, escreveu Edmondson. “Para todos os efeitos e propósitos, eles poderiam ter sido feitos por alienígenas.”

O livro é intitulado Archaeology, Anthropology and Interstellar Communication (Arqueologia, Antropologia e Comunicação Interestelar).  Ele foi editado para a NASA por Douglas Vakoch, Diretor de Composição da Mensagem Interestelar do Instituto SETI.

Com a ajuda de outros especialistas, ele abordou um número de tópicos, inclusive a prospecção por vida em outros planetas e os meios através dos quais poderemos enviar e receber mensagens.

Vakoch começa o livro de 330 páginas postulando o quão difícil poderia ser fazermos o primeiro contato.

Se um sinal de rádio for detectado em um experimento moderno do SETI, poderemos confirmar que outra inteligência existe, mas não saberemos o que eles estão dizendo“, ele escreve na introdução do livro.  Ele adiciona: “Mesmo se detectarmos uma civilização circulando numa de nossas estrelas mais próximas, seus sinais teriam atravessado trilhões de milhas, alcançando a Terra após ter viajado por anos.

Mas nem toda a esperança está perdida – por todo o livro Vakoch e seus colegas abordam exatamente estes problemas e fornecem soluções que poderão ser de muito valor no futuro.

Para ir além da mera detecção de tal inteligência, e para ter qualquer chance realista de compreendê-la, podemos ganhar muito das lições que aprendemos, através dos desafios similares encontrados por pesquisadores na Terra“, continuou ele.  Como arqueólogos que reconstroem temporalmente civilizações distantes a partir de uma evidência fragmentada, espera-se que os pesquisadores do SETI reconstruam civilizações distantes que estão separadas de nós pela vastidão do espaço, bem como do tempo.  À medida que tentamos decodificar e interpretar as mensagens extraterrestres, teremos que compreender a mentalidade das espécies, a qual é radicalmente diferente.

Em outra parte do compêndio os autores abordam a questão da biologia, evolução e física possíveis de uma raça alienígena.  Vakoch explica como os métodos pelos quais os alienígenas se comunicam poderiam ser vastamente diferentes dos nossos, tornando assim difícil o contacto.  Ele diz que a mensagem através do som, como estamos acostumados na Terra, poderia não ser possível.

Por outro lado, a visão e o uso de imagens poderia parecer plausível” ele escreve.  E, continuou, a obtenção de imagem de planetas habitáveis no futuro poderá revelar “o arranjo físico de objetos” que irão sugerir a presença de vida alienígena.

Edmonsdson sugere, por exemplo, que “um telescópio óptico com o diâmetro de 1000 quilômetros poderia resolver uma objeto de um quilômetro de diâmetro, à uma distância de 100 anos-luz“.

Vakoch conclui sua introdução com a tarefa monumental que espera pelos cientistas e estudiosos por todo o mundo, mas realça a importância destes estudos e pesquisas.

“Estes estudiosos estão combatendo alguns dos enormes desafios que a humanidade encararia se um sinal rico em informação, emanando de outro mundo, for detectado”, ele escreve.  “Através da obtenção de problemas no coração da arqueologia e antropologia contemporâneas, podemos estar muito melhor preparados para o contato com uma civilização extraterrestre, caso isso vier ocorrer algum dia.

Obs.: O livro que havia sido disponibilizado no site da NASA estava online até esta ontem pela manhã e agora já não está mais: (http://www.nasa.gov/sites/default/files/files/Archaeology_Anthropology_and_Interstellar_Communication_TAGGED.pdf#.U30d3SimXhA)

Atualização: Vários leitores me enviaram um link onde o livro foi copiado: http://www.4shared.com/office/2xwDNU7Hce/Archaeology_Anthropology_and_I.html

n3m3

Fonte:  www.dailymail.co.uk

Termos recém pesquisados por leitores:

ATENÇÃO: Os comentários abaixo são de responsabilidade única e exclusiva de seus próprio autores e o site OVNI Hoje não se responsabiliza por quaisquer inconveniências por eles causados, como também reserva o direito aos seus moderadores de banir qualquer usuário que bem determinarem. Ao usar a área de comentários abaixo, você concorda com esses termos.

Assim, seja civilizado ao comentar e reporte abusos, marcando tais comentários como 'inapropriados', acessando a pequena flecha apontada para baixo no lado direito de cada comentário.

Obrigado.

Ad Blocker Detectado

Olá leitor. O OVNI Hoje depende dos anúncios aqui publicados para que seja possível pagar sua hospedagem e trazer notícias a você de forma gratuita. Por favor, considere nos apoiar desabilitando o seu bloqueador de anúncios. Obrigado

Refresh