web analytics

Gabriel García Márquez e o fenômeno dos OVNIs

Gabriel García Márquez.

Gabriel García Márquez.

Nesta quinta-feira, 17 de abril, informou o Conselho Nacional para a Cultura e as Artes (CONACULTA), que faleceu um dos ícones da literatura mundial, o escritor colombiano mais importante do século XX, Gabriel García Márquez, aos 87 anos de idade.

Este reconhecido escritor, em algum momento de sua vida, falou sobre o tema dos OVNIs. Abaixo uma coluna publicada em 2010 no periódico ‘El Gráfico‘ pelo repórter estudioso do fenômeno dos OVNIs, Yohanan Diaz:

Em quantas ocasiões, ao falar sobre o tema OVNI as pessoas desenham um sorriso debochado, já que consideram isso um tema pouco sério, embora agora são os governos que estão dando notícias sobre o fenômeno.  Outra área é o mundo dos intelectuais, que se atreveu a falar sobre este tópico, e este é o caso do ganhador do Premio Nobel de Literatura 1982, autor de “Cien años de soledad”, Gabriel García Márquez, de quem o investigador argentino Jorge Suárez, em seu blog ‘Alternativa Extraterrestre’, publicou uma entrevista realizada sobre os objetos voadores não identificados, na versão digital do jornal ‘El Tiempo de Colombia’, reproduzida abaixo:

-Qual é a sua opinião sobre os OVNIs?

– A minha opinião sobre os OVNIs é de sentido comum: creio que são naves procedentes de outros planetas, mas cujo destino não é a Terra.

– Crê na possibilidade da existência de vida em outros planetas?

– É comovedora a soberba dos que afirmam que nosso planeta é o único habitado.  Creio melhor que somos algo assim como uma aldeia perdida na província menos interessante do Universo, e que os discos luminosos que vemos passar na noite pelos séculos nos enxergam assim como enxergamos as galinhas.

– De onde crê que eles vêm e quem os pilota?

– Os OVNIs devem ser tripulados por seres cujo ciclo biológico é desproporcionalmente mais amplo e frutífero do que o nosso.  Não se ocupam conosco porque acabaram de nos estudar há milhares de anos, quando fizeram as últimas explorações do Universo, e não só sabem de nós muito mais do que nós mesmos, mas também conhecem inclusive o nosso destino.  Na verdade, a Terra deve ser para eles uma ilha de emergência utilizada para os reveses da navegação espacial.

– Crê que é informado sobre o tema ao público de forma devida?

– Não creio que haja uma conspiração das grandes potências para ocultarmos a verdade. Isto seria atribuir aos donos do mundo mais inteligência do que eles possuem.

– A quem atribui esta persistência de alguns cientista em negar, não há a possibilidade de que existam naves extraterrestres, como também o fenômeno?

– O que ocorre é que a humanidade não soube merecer a sabedoria dos alquimistas, que consideravam o laboratório como uma simples cozinha da clarividência, e agora estamos a mercê de uma ciência reacionária cujo dogmatismo grosseiro não admite as evidências que não forem entregues dentro de um frasco.  São cientistas regressivos que negam a existência dos marcianos porque não os podem ver, sem sequer perguntar-se se os marcianos não seriam os micróbios que nos fazem a guerra dentro do corpo.

Enquanto a ciência é experimental – e não clarividente, como foi na alquimia e como só pode ser a poesia em nosso tempos – a humanidade seguirá sendo parte do reino dos crustáceos.  Seguiremos vendo com a boca aberta a esses discos luminosos que já eram familiares nas noites da Bíblia, e seguiremos negando sua existência, embora seus tripulantes se sentam para almoçar conosco, como ocorreu tantas vezes no passado, porque somos os habitantes do planeta mais provinciano, reacionário e atrasado do Universo.

Fonte: yohanandiaz.com

Tradução e adaptação: n3m3

——-

O artigo acima é dedicado àqueles que acham que a intelectualidade e a sofisticação andam na mão contrária da crença no fenômeno dos OVNIs.

Como o próprio Gabriel disse em sua entrevista, “é comovedora a soberba dos que afirmam que nosso planeta é o único habitado“.  Quem compreende as reais dimensões do nosso Universo pode muito bem entender que tudo essa imensidão, para a existência de vida somente aqui na Terra, seria um desperdício imensurável.

Certamente, é mais impossível estarmos sós nesta imensidão, do que o contrário.

n3m3

Colaboração: JorgeRDM33

Termos recém pesquisados por leitores:

Loading...

ATENÇÃO: Os comentários abaixo são de responsabilidade única e exclusiva de seus próprio autores e o site OVNI Hoje não se responsabiliza por quaisquer inconveniências por eles causados, como também reserva o direito aos seus moderadores de banir qualquer usuário que bem determinarem. Ao usar a área de comentários abaixo, você concorda com esses termos.

Assim, seja civilizado ao comentar e reporte abusos, marcando tais comentários como 'inapropriados', acessando a pequena flecha apontada para baixo no lado direito de cada comentário.

Obrigado.

Ad Blocker Detectado

Olá leitor. O OVNI Hoje depende dos anúncios aqui publicados para que seja possível pagar sua hospedagem e trazer notícias a você de forma gratuita. Por favor, considere nos apoiar desabilitando o seu bloqueador de anúncios. Obrigado

Refresh