web analytics

Cientistas encontram possíveis novas espécies, as quais fornecem pistas sobre a vida microbiana em Marte

Mina de carbonato de potássio.

Mina de carbonato de potássio.

Já que Marte está na moda, aqui está mais uma interessante notícia relacionada a este misterioso planeta:

Cientistas que estão procurando por sinais de vida no planeta vermelho, o qual já não aparece tão vermelho nas fotos da NASA, podem ter feito uma descoberta chave enquanto pesquisavam numa mina do noroeste do Reino Unido.

As condições da mina mais profunda da Grã-Bretanha, em Boulby, North Yorkshire, são similares àquelas de Marte, e os especialistas estão procurando saber se a vida pode existir em condições extremas, através de um programa de pesquisa ao custo de 2 milhões de Libras Esterlinas.

Acredita-se que os veios de salmoura que correm pela superfície marciana poderiam estar repletos de micróbios similares aos encontrados na mina.

O Professor Charles Cockell, do Centro de Astrobiologia da Universidade de Edinburgh, no Reino Unido, encontrou espécies de micro organismos nas minas de carbonato, cujos DNAs então sendo atualmente testados, como parte do programa Exploração Espacial para Análogos de Marte.

Os minúsculos organismos encontrados podem fazer parte de uma nova espécie, mas mesmo se não forem, eles irão dar uma pista aos cientistas sobre como a vida em Marte pode processar diferentes elementos, dando assim pistas vitais sobre a descoberta de vida lá, antes da missão European Union Mars para 2018.

O Professor Cockell disse: “Encontramos algumas amostras, extraímos seus DNAs e estamos no processo de obter resultados.  Estamos olhando para uma vida que vive em ambientes muito escuros e salgados, sem muita luz ou energia.  No momento, não temos certeza se trata-se de uma nova espécie, pois ainda estamos analisando os resultados; mas pode muito bem ser.  Estas são criaturas monocelulares, tipos de bactéria.  Mas honestamente, ao invés de encontrar novas espécies, o que é mais importante é o que elas estão fazendo lá embaixo, como usam o enxofre, o nitrogênio e assim por diante, e o que elas estão realmente fazendo com esses elementos e isso também nos diz algo sobre o ciclo geológico“.

Instrumentos de exploração espacial também estão sendo testados em condições extremas em Boulby, antes da missão não tripulada para Marte, planejada para 2018.

Na semana passada, o Professor Cockell e sua equipe estiveram testando uma câmera panorâmica, um capturador de imagens de curto alcance e equipamentos de testes para minérios, os quais serão todos usados na missão de exploração, nas profundidades da costa de North Yorkshire.

Carbonato de potássio e sal têm sido extraídos de Boubly desde a década de 1970, mas as rochas também contêm micróbios pequenos demais para serem vistos a olho nu.

n3m3

Fonte: www.thenorthernecho.co.uk

 

ATENÇÃO: Os comentários abaixo são de responsabilidade única e exclusiva de seus próprio autores e o site OVNI Hoje não se responsabiliza por quaisquer inconveniências por eles causados, como também reserva o direito aos seus moderadores de banir qualquer usuário que bem determinarem. Ao usar a área de comentários abaixo, você concorda com esses termos.

Assim, seja civilizado ao comentar e reporte abusos, marcando tais comentários como 'inapropriados', acessando a pequena flecha apontada para baixo no lado direito de cada comentário.

Obrigado.

Ad Blocker Detectado

Olá leitor. O OVNI Hoje depende dos anúncios aqui publicados para que seja possível pagar sua hospedagem e trazer notícias a você de forma gratuita. Por favor, considere nos apoiar desabilitando o seu bloqueador de anúncios. Obrigado

Refresh