web analytics

Boeing admitiu ter feito testes antigravitacionais. Rússia na frente

A nave 'Bird of Prey', da Boeing.

A nave ‘Bird of Prey’, da Boeing.

Segundo um artigo escrito pelo Dr. Joseph P. Farrell e publicado no site humansarefree.com, Nick Cook, um pesquisador aeroespacial britânico e escritor para a prestigiosa publicação sobre tecnologia militar, Jane’s Defense Weekly, a propulsão anti-gravitacional finalmente ‘saiu do armário’.

Quando Cook escreveu um livro anterior ao seu agora bestseller The Hunt for Zero Point, ele expôs o projeto doSino Nazista em detalhes.  E quando ele escreve artigos sobre a Boeing e a antigravidade, as pessoas sentam e tomam nota.

Cook escreveu em um de seus artigos para a Jane’s Defense Weekly:

“Como parte de um esforço, o qual está sendo conduzido pelas instalações de pesquisa e desenvolvimento avançados da Boeing, chamada de Phantom Works, em Seattle, a companhia está tentando solicitar serviços de um cientistas russo, o qual alega ter desenvolvido dispositivos anti gravitacionais na Rússia e Finlândia.   Porém, a abordagem foi interrompida pelas autoridades russas.”

“O ímpeto da Boeing para desenvolver um relacionamento colaborativo com o cientista em questão, o Dr. Evgeny Podkletnov (Eugene, como é conhecido nos EUA), possui seu próprio nome de projeto: ‘GRASP’ — Gravity Research for Advanced Space Propulsion. ou ‘Pesquisa da Gravidade para Propulsão Espacial Avançada’. “

podkletlovO trabalho do Dr. Evgeny Podkletnov já é conhecido por algum tempo, como também suas implicações anti-gravitacionais.  Na verdade, Cook já escreveu sobre isto anteriormente.

O artigo publicado no site humansarefree.com declarou que não deveríamos ficar surpresos pelo fato da Rússia ter frustrado os esforços da Boeing na contratação de Podkletnov, mesmo se ele quisesse, pois seu trabalho, obviamente, possui implicações de segurança nacional.  O Dr. Podkletnov se tornou um ‘recurso’ e isto significa que os russos estão também trabalhando nesta área.

Abaixo, mais alguns trechos importantes dos artigos de Cook:

“Mas também é aparente que o trabalho de Podkletnov poderia ser transformado numa nova arma radical.  O documento da GRASP foca nas alegações de Podkletnov de que seus experimentos, usando um aparelho chamado de ‘gerador de gravidade de impulso’, são capazes de produzir um facho de energia ‘similar à gravidade’ que pode exercer uma força instantânea de 1.000g em qualquer objeto – o suficiente, em princípio, para vaporizar o objeto, especialmente se ele estiver se movendo em alta velocidade”.

“Podkletnov afirma que um laboratório na Rússia já demonstrou que o facho de 10cm possui a habilidade de repelir objetos a um quilômetro de distância e que a perda de energia é insignificante à distâncias de até 200 km.”

“Tal dispositivo, dizem os observadores, poderia ser adaptado para o uso em armamento anti-satélite, ou um escuto anti míssil.  Podkletnov declarou que qualquer objeto colocado acima de seu aparelho supercondutor perde até 2% de seu peso.”

“Embora ele tenha sido difamado pelos tradicionalistas, os quais alegam que um escudo anti-gravitacional seja impossível sob as leis conhecidas da física, a NASA tentou replicar os trabalhos de Podkletnov em meados da década de 1990.  Devido ao fato da NASA não ter a fórmula única de trabalho de Podkletnov, a tentativa fracassou.  Em breve, o Centro de Voo Espacial Marshall, da NASA, irá conduzir um segundo jogo de experimentos usando um aparelho construído dentro das especificações de Podkletnov”.

Aparentemente, pelas informações apresentadas por Cook, a Rússia se encontra mais adiantada do que outros países no mundo no que diz respeito à tecnologia anti-gravitacional.

Com os atuais eventos na Ucrânia e o possível advento de uma nova ‘guerra fria’ (e esperemos que ela não esquente), talvez a próxima corrida entre países não será a corrida espacial diretamente, mas sim a corrida tecnológica anti-gravitacional.

Se não nos destruirmos antes, ou logo após o resultado desta competição, talvez a humanidade possa se beneficiar dos bons frutos que serão colhidos, como é vislumbrado no artigo anterior a este.

n3m3

Fonte das informações: humansarefree.com

Colaboração: Sergio U Manes

Termos recém pesquisados por leitores:

"

ATENÇÃO: Os comentários abaixo são de responsabilidade única e exclusiva de seus próprio autores e o site OVNI Hoje não se responsabiliza por quaisquer inconveniências por eles causados, como também reserva o direito aos seus moderadores de banir qualquer usuário que bem determinarem. Ao usar a área de comentários abaixo, você concorda com esses termos.

Assim, seja civilizado ao comentar e reporte abusos, marcando tais comentários como 'inapropriados', acessando a pequena flecha apontada para baixo no lado direito de cada comentário.

Obrigado.

Ad Blocker Detectado

Olá leitor. O OVNI Hoje depende dos anúncios aqui publicados para que seja possível pagar sua hospedagem e trazer notícias a você de forma gratuita. Por favor, considere nos apoiar desabilitando o seu bloqueador de anúncios. Obrigado

Refresh