web analytics

Asteroide que matou dinossauros pode ter levado a Marte, e além

Representação artística de asteroide próximo à Terra

Representação artística de asteroide próximo à Terra.

O asteroide que dizimou os dinossauros catapultou a vida da Terra até Marte… e até mesmo para as luas de Júpiter.

Pelo menos é isso que dizem os cientistas a respeito do asteroide Chicxulub, o qual caiu na Terra há 66 milhões de anos, ejetando rochas para o espaço ao se chocar com o nosso planeta.  Algumas rochas que carregavam esporos da Terra alcançaram a lua Europa, de Júpiter, que está a 630 milhões de quilômetros de distância.  E centenas de milhares de rochas que poderiam estar carregando consigo vida também foram arremessadas até Marte, alegam os cientistas.

O estudo calculou o número de rochas terrestres grandes o suficiente para abrigar a vida, que foram arremessadas para fora por asteroides nos últimos 3,5 bilhões de anos.  Ele mostra que 26 milhões foram até Vênus – o planeta mais próximo da Terra – enquanto 360.000 chegaram a Marte.

Rachel Worth, da Universidade Penn State – EUA, disse: “Descobrimos que uma rocha capaz de carregar a vida, provavelmente transferiu [rochas], tanto da Terra quanto de Marte, para todos os planetas terrestres no sistema solar, e Júpiter.  Eu ficaria surpresa se a vida não chegou em Marte.  Parece razoável que a algum momento alguns organismos terrestres lá chegaram.  E é possível que os organismos poderiam estar nadando nos oceanos da lua Europa.

Os astrônomos que estudam a panspermia, que é a teoria de que organismos ‘pegam carona’ pelo sistema solar, fizeram uma simulação por computador dessas jornadas interplanetárias.  As rochas devem ter, no mínimo, 3 metros de diâmetro para poderem proteger os esporos de serem destruídos pela radiação solar numa viagem de 10 milhões de anos.  Algumas dessas rochas até mesmo foram arremessadas para fora do sistema solar.

O asteroide do tamanho de uma cidade, que foi dito ter causado a extinção em massa dos dinossauros, caiu em Chicxulub, no México, há aproximadamente 66 milhões de anos.  Seu impacto com a Terra causou erupções vulcânicas e incêndios florestais que ‘afogaram’ o planeta com fumaça e poeira.

——-

Falem o que quiserem, mas eu, particularmente, ainda não estou convencido de que um asteroide dizimou os dinossauros na Terra… e ponto final! 

Mas que impactos de rochas gigantescas podem expelir material para fora da nossa atmosfera, carregando micróbios, esporos, etc., consigo, certamente é algo que se deve considerar.  Sem mencionar que o contrário também possa ter acontecido, com vida sendo trazida de outros corpos celestes na galáxia para dentro do nosso sistema solar.

n3m3

Fonte: www.mirror.co.uk

Colaboração: Osnir Carlos Stremel junior

Termos recém pesquisados por leitores:

ATENÇÃO: Os comentários abaixo são de responsabilidade única e exclusiva de seus próprio autores e o site OVNI Hoje não se responsabiliza por quaisquer inconveniências por eles causados, como também reserva o direito aos seus moderadores de banir qualquer usuário que bem determinarem. Ao usar a área de comentários abaixo, você concorda com esses termos.

Assim, seja civilizado ao comentar e reporte abusos, marcando tais comentários como 'inapropriados', acessando a pequena flecha apontada para baixo no lado direito de cada comentário.

Obrigado.

Ad Blocker Detectado

Olá leitor. O OVNI Hoje depende dos anúncios aqui publicados para que seja possível pagar sua hospedagem e trazer notícias a você de forma gratuita. Por favor, considere nos apoiar desabilitando o seu bloqueador de anúncios. Obrigado

Refresh