web analytics

Afinal, os drones que sobrevoam o Irã são (de tecnologias) terrestres, ou extraterrestres?

Jatos da Força Aérea Iraniana.

Jatos da Força Aérea Iraniana.

Em outubro passado, publicamos aqui no OVNI Hoje um artigo falando a respeito dos encontros que a Força Aérea do Irã teve com OVNIs.

Agora, encontramos um outro artigo publicado pelo site www.adguk-blog.com, o qual abre uma enorme margem para deduções. De acordo com aquele site, Babak Taghvaee, co-autor do livro, que forneceu uma visão geral das missões de perseguição de OVNIs pelos aviões F-14 da Força Aérea do Irã, esses objetos desconhecidos não estavam conduzindo atividades extraterrestres:

Quando o suspeito programa nuclear do Irã foi revelado ao público, as nações ocidentais, lideradas pelos EUA e Israel, lançaram um alerta para que aquele país abandonasse essas atividades.  Os Estados Unidos tentaram angariar informações a respeito das atividades de três importantes instalações nucleares iranianas: o reator de Bushehr, o reator de Arak e as instalações de enriquecimento de combustível em Natanz.  Um número de UAVs (drones) foram enviados para coletar a inteligência em preparação a um possível ataque.

Para interceptarem os UAVs (Unmanned Aerial Vehicles), aviões F4Es e F14As, com base em Bushehr foram despachados várias vezes.  Mas os drones dos EUA tinham características de voo surpreendentes, “inclusive a capacidade de voar para fora da atmosfera, obter a velocidade máxima de cruzeiro de Mach 10, e a mínima de zero, com a habilidade de pairar sobre um alvo”, explicou Taghavee.

Mas, como já foi relatado aqui no OVNI Hoje no artigo publicado em 4 de outubro, de acordo com Taghavee, pelo menos uma vez um avião Tomcat foi capaz de chegar muito próximo de um desses OVNIs:

“Num caso sobre Arak, em novembro de 2004, a tripulação de um F-14A, armada com dois mísseis AIM-9Js e dois AIM-7E-4s, avistaram um objeto luminoso voando sobre uma usina de água pesada, nas instalações de Arak.  Quando o facho do radar AN/AWG-9 ‘pintou’ o objeto, tanto o RIO quanto o piloto viram que o visor do radar ficou atrapalhado, provavelmente devido a grande energia magnética do objeto, aumentando a força das ondas de radar refletidas. O piloto descreveu o objeto com sendo esférico, com algo como um incinerador traseiro esverdeado, que criava uma quantidade considerável de turbulência atrás dele.  A tripulação do Tomcat conseguiu mantê-lo na mira quando ele estava voando em um trajeto de voo constante e linear.  Quando o piloto selecionou um míssil AIM-7E-4 para lançar contra o objeto, o mesmo aumentou sua velocidade e desapareceu como um meteoro.”

Embora as características de voo de alguns dos UAVs relatadas por pilotos da Força Aérea Iraniana sejam muito superiores àquelas conhecidas do público em geral como sendo tecnologia da Terra, Taghavee não tem dúvidas sobre a natureza destes objetos voadores não identificados, já que ele diz queApós dois anos de pesquisa do perfil de voo desses objetos, bem como um exame minucioso (tanto por peritos iranianos quanto russos) dos restos de um deles que caiu e foi recuperado em 2006, o Exército Iraniano especificou que eles são drones da inteligência dos EUA“.

Levando-se em consideração o que foi dito por Taghavee, podemos chegar à conclusão de que os Estados Unidos estão mesmo utilizando alguma tecnologia que ainda não foi revelada.  E se este for realmente o caso, seria esta uma tecnologia que foi ‘emprestada’ de alguma civilização muito mais avançada do que a nossa, ou meramente um real desenvolvimento da nossa própria engenharia?

E é claro, antes de podermos responder a questão acima postulada, o mais certo seria descobrir se as Forças Armadas do Irã estariam redondamente equivocadas com suas pesquisas, ou até mesmo mentindo a respeito da superioridade tecnológica dos Estados Unidos. 

Afinal, como diz o velho adágio: ‘A primeira baixa numa guerra é a verdade’.

n3m3

Fonte das informações: www.adguk-blog.com

Termos recém pesquisados por leitores:

ATENÇÃO: Os comentários abaixo são de responsabilidade única e exclusiva de seus próprio autores e o site OVNI Hoje não se responsabiliza por quaisquer inconveniências por eles causados, como também reserva o direito aos seus moderadores de banir qualquer usuário que bem determinarem. Ao usar a área de comentários abaixo, você concorda com esses termos.

Assim, seja civilizado ao comentar e reporte abusos, marcando tais comentários como 'inapropriados', acessando a pequena flecha apontada para baixo no lado direito de cada comentário.

Obrigado.

Ad Blocker Detectado

Olá leitor. O OVNI Hoje depende dos anúncios aqui publicados para que seja possível pagar sua hospedagem e trazer notícias a você de forma gratuita. Por favor, considere nos apoiar desabilitando o seu bloqueador de anúncios. Obrigado

Refresh