web analytics

Morgan Freeman: “Os ETs não vão nos comer”

Morgan Freeman- os ETs não vão nos comerO ganhador de Oscar e mega astro de cinema Morgan Freeman não é um cientista, como ele mesmo prontamente nos alerta.  Mas ele sabe uma coisa ou duas sobre física, em parte devido ao seu papel como produtor executivo e anfitrião da série de TV popular do Science Channel, “Through the Wormhole” (Através do Buraco de Minhoca).

A nova temporada do programa começou nos EUA no mês passado e será apresentada até 31 de julho, com episódios mostrando as grandes questões da humanidade, tais como “Como Pensam os Alienígenas?” e “Deus Criou a Evolução?”  Esse último episódio foca não somente na teoria da evolução apresentada por Darwin, mas também no “projeto inteligente“, que é uma forma de criacionismo rejeitada pelos cientista convencionais.

E o que Freeman pensa sobre tudo isso?  Ele acredita na existência de alienígenas?  Ele aceita a evolução Darwiniana – ou o criacionismo?

Recentemente o HuffPost Science teve a oportunidade de apresentar outras grandes questões para Freeman.  Abaixo, editadas para deixar mais claro, estão as questões e as repostas dadas por ele:

HP: Um enquete recente do Huffpost Science descobriu que aproximadamente metade da população dos Estados Unidos acredita na existência de vida extraterrestre. Você acredita que ela exista?

MF: Eu estou muito seguro de que ela exista.  Se você olhar para dentro do universo, há simplesmente bilhões de galáxias e cada galáxia contém bilhões e bilhões de estrelas.  Assim, é ridículo imaginar que não haja outros mundos populados.

HP: Você está falando de vida inteligente?

MF: Eu penso que a vida por si mesma seja inteligente.  Toda a vida possui inteligência. De outra forma ela não existe.

HP: Algumas pessoas tem argumentado que alienígenas inteligentes possam ser carnívoros — e que eles iriam nos comer se viessem para a Terra.  Você se preocupa sobre isso?

MF: Nãããooo.  Vamos supor que eles sejam carnívoros.  Isto significa que eles nos comerão?

HP: Você já teve um contato imediato?

MF: Não, não tive.  Eu não posso acreditar que tenhamos sido secretamente visitados por outra forma de vida que não deixou um registro de sua vinda aqui.  Se eles vieram, por que partiram?  Essa deve ter sido uma enorme jornada.

HP: Você acredita em ‘projeto inteligente?’

MF: Não.  Deixe-me clarificar essa resposta. Porque projeto inteligente é exatamente o que nós vemos.  Mas isto vem de algum ser?  Eu acho que a vida por si mesma seja inteligente.  Eu não acho necessariamente que o criador precisou se envolver nisso.

HP: Houve algum propósito em particular de incluir o ‘projeto inteligente’ no episódio?

MF: Você não pode apresentar um programa e falar, “eu posso dizer que eu acredito, mas não posso dizer o que é.”  Eu não sei o que é.  Nós queremos apresentar ambos os lados — porque tudo está previsto na fé.  É no que você acredita.  E nesta série queremos aceitar todas as idéias e ser inclusivos.

HP: Então, você acredita que um ‘criador’ seja responsável pela vida?

MF: Agora você está falando com Morgan Freeman, o ator.  Você não está falando com Morgan Freeman, cientista, ou Morgan Freeman, teólogo, ou qualquer um deles.  OK?  Bem, eu realmente não acho que haja uma entidade envolvida na criação do universo.

HP: Você acredita que a ciência e a religião são compatíveis?

MF: Sim, isso tem sido provado muitas vezes.

HP: Se lhe fosse oferecida uma viagem só de ida para Marte, você aceitaria?

MF: Não, eu não quero ir em viagens só de ida para lugar nenhum — não se for fora deste planeta.

HP: Você gostaria de ir ao espaço?

MF: Não, eu estou perfeitamente feliz aqui.  Mas eu quero nos ver chegar lá. Realmente quero.

HP: No seu filme de 1998, “Deep Impact“, a Terra foi atingida por uma enorme asteróide.  Isso é algo que o preocupa na vida real?

MF: Não, eu não me preocupo com isso.  Parece que isso pode acontecer no futuro.  Mas não, minha pressão sanguínea já é alta o suficiente.

HP: Como é que você começou seu interesse pela ciência?

MF: No meu último ano do ensino secundário em Nashville, Tennessee, eu tinha uma aula de física e esse foi o início do meu interesse pelo assunto.  Agora, vamos deixar claro: eu não tenho a mente de cientista.  Eu sou um ator.  Meu interesse em algo como a física é periférico.  À medida que o tempo passou, meu interesse em coisas relacionadas ao espaço e a cosmologia e astronomia cresceu. Só isso.

HP: Você tem uma disciplina científica favorita?

MF: Esta seria a física.  Eu não tenho questões associadas à biologia ou quaisquer outras disciplinas.  Todas as minhas questões realmente têm a ver com a física.  É nela que todas as questões estão sendo perguntadas pelas grandes mentes.  Particularmente com os teóricos, eles estão lidando com uma grande gama de imaginação.  E isso é fascinante, porque também há muita matéria aí para o que eu faço — eu faço filmes.

n3m3

Fonte: www.huffingtonpost.com

ATENÇÃO: Os comentários abaixo são de responsabilidade única e exclusiva de seus próprio autores e o site OVNI Hoje não se responsabiliza por quaisquer inconveniências por eles causados, como também reserva o direito aos seus moderadores de banir qualquer usuário que bem determinarem. Ao usar a área de comentários abaixo, você concorda com esses termos.

Assim, seja civilizado ao comentar e reporte abusos, marcando tais comentários como 'inapropriados', acessando a pequena flecha apontada para baixo no lado direito de cada comentário.

Obrigado.

Ad Blocker Detectado

Olá leitor. O OVNI Hoje depende dos anúncios aqui publicados para que seja possível pagar sua hospedagem e trazer notícias a você de forma gratuita. Por favor, considere nos apoiar desabilitando o seu bloqueador de anúncios. Obrigado

Refresh