web analytics

Pinturas em cavernas, datadas de 6000 anos, mostram seres de outros mundos e um mapa cosmológico

Flickr-cave-paintings-jmarconi-300x225Recentes descobertas feitas por arqueólogos em quatro estados dos EUA, Tennessee, Kentucky, Alabama e Mississippi, desvendaram mais de 44 pinturas em rocha ao ar livre e 50 pinturas em cavernas, datadas de 500 a 6000 anos por teste de carbono e equipamentos de varredura laser.  As pinturas mostram a compreensão do Universo pelos povos nativos da região.  Alguns arqueólogos acreditam que elas foram desenhadas para revelar um quebra-cabeças cosmológico.

O Professor Jan Simek, que liderou as equipes de arqueólogos que estudaram estas pinturas diz: “As divisões cosmológicas do Universo foram mapeadas na paisagem física, usando o relevo do Plateau de Cumberland como um canvas topográfico“.

Espalhadas pelo Plateau de Cumberland, uma parte das Montanhas do Apalache, estão desenhos criados por povos pré-históricos, os quais mostram possíveis jornadas xamanicas para outras esferas. Uma pintura do século XIV encontrada no Tennessee, por exemplo, ilustra uma pássaro com braços e mãos agarrando armamentos cerimoniais, com lâminas e machadinhas saindo de sua cara.

Outros seres estão representados com posturas menos agressivas.  “Os locais das artes, predominantemente encontradas em cavernas, apresentam caracteres de outros mundos, serpentes sobrenaturais e cães que acompanhavam os humanos mortos no caminho das almas“, dizem os arqueólogos.  As imagens do ‘sub mundo’ são também principalmente pintadas em preto, uma cor associada à morte.  Muitas dessas imagens podem corresponder às descrições tibetanas do pós vida, chamada de bardo.  A morte não é vista como o destino final por essa cultura, mas sim uma importante oportunidade para o desenvolvimento espiritual.

O sub mundo foi descrito como contendo escuridão e perigo, e foi associado com morte, transformação e renovação.  A inclusão de criaturas, tais como pássaros e peixes que podiam atravessar as três camadas, representa a crença de que as fronteiras entre os mundos eram realmente transponíveis.

Nos desenhos do ‘mundo superior’ haviam corpos celestes detalhados e forças responsáveis pelo clima, mostradas como caracteres míticos, os quais influenciaram a experiência humana. Muitas das imagens no mundo superior são desenhadas em vermelho, cor esta que é associada à vida.

De forma geral, as pinturas mostram uma compreensão rica de um Universo de múltiplas camadas, com experiências relacionadas ao herói, o salvador, o xaman e a alma em evolução.

n3m3

Fonte: www.wakingtimes.com (Chistina Sarich)

Termos recém pesquisados por leitores:

ATENÇÃO: Os comentários abaixo são de responsabilidade única e exclusiva de seus próprio autores e o site OVNI Hoje não se responsabiliza por quaisquer inconveniências por eles causados, como também reserva o direito aos seus moderadores de banir qualquer usuário que bem determinarem. Ao usar a área de comentários abaixo, você concorda com esses termos.

Assim, seja civilizado ao comentar e reporte abusos, marcando tais comentários como 'inapropriados', acessando a pequena flecha apontada para baixo no lado direito de cada comentário.

Obrigado.

Ad Blocker Detectado

Olá leitor. O OVNI Hoje depende dos anúncios aqui publicados para que seja possível pagar sua hospedagem e trazer notícias a você de forma gratuita. Por favor, considere nos apoiar desabilitando o seu bloqueador de anúncios. Obrigado

Refresh