web analytics

Anomalia do Mar Báltico: O retorno!

Quando você achava que não mais iriam falar sobre isso, a ‘Anomalia do Mar Báltico‘, mais conhecida como o ‘OVNI do Mar Báltico’, retorna à pauta de notícias.

A equipe do OceanX recentemente retornou da antecipada terceira expedição ao local da anomalia do Mar Báltico. E segundo o site de origem desta notícia, truthfall.com, coisas interessantes e intrigantes ocorreram, contudo serão relatadas em outro artigo daquele site.  Por agora, foi relatado somente sobre as análises feitas nas amostras de rochas do local.

Usando uma técnica conhecida como Espectroscopia Infravermelha, uma amostra retirada da anomalia por um dos mergulhadores foi trazida até a superfície e subsequentemente enviada para análise no Instituto Weizmann em Israel.  Os resultados foram inesperados, indicando que a peça que fazia parte da anomalia em forma de círculo é feita de Limonite e Goethite.  Estes materiais fazem parte da família de óxidos de ferro.  Ou seja, são materiais que se esperaria encontrar em construções modernas, de acordo com o site.

Segundo um artigo publicado no site Before It’s News, uma análise preliminar feita pela Transception Incorporated (através de ‘visualização remota’) a qual sugere que o local tenha sido “um complexo de estruturas – de mineração/produção – entre outras coisas, centradas ao redor de um tipo especial de ‘fechadura’, mecanicamente operada e composta, pelo menos em parte, de um conjunto de alavancas hidráulicas que energeticamente arcam para frente e para trás, controlando o fluxo de fluído (provavelmente água) usado na produção de muitas das substâncias viscosas, energéticas, similares ao óleo e possivelmente tóxicas, com elementos/materiais extremamente valiosos minados localmente“.

O Mar Báltico tem passado por muitas mudanças e períodos geológicos. Uma época ele foi isolado da água salgada oceânica, sendo chamado de Lago Acylus há 8.000 – 9.500 anos.  Analisando a sua história, é revelado o fato de que a região provavelmente tem sido coberta por gelo ou água por pelo menos 130.000 anos, quando era conhecido como Mar Eemiano.  Assim, se a anomalia for algo construído (o que é sugerido pelas evidências até agora), então essa construção seria pelo menos 120.000 anos mais velha do que as pirâmides do Egito.

Mais informações e estudos científicos são necessários para fazer uma determinação exata da natureza deste local, seu propósito e a determinação da resposta à questão de quem o construiu.  Mas a análise destas amostras é no mínimo muito intrigante e poderia ajudar a estabelecer uma ligação com o nosso passado esquecido, e até talvez com as grandes civilizações que já desapareceram.

n3m3

Fonte: truthfall.com

Termos recém pesquisados por leitores:

ATENÇÃO: Os comentários abaixo são de responsabilidade única e exclusiva de seus próprio autores e o site OVNI Hoje não se responsabiliza por quaisquer inconveniências por eles causados, como também reserva o direito aos seus moderadores de banir qualquer usuário que bem determinarem. Ao usar a área de comentários abaixo, você concorda com esses termos.

Assim, seja civilizado ao comentar e reporte abusos, marcando tais comentários como 'inapropriados', acessando a pequena flecha apontada para baixo no lado direito de cada comentário.

Obrigado.

Ad Blocker Detectado

Olá leitor. O OVNI Hoje depende dos anúncios aqui publicados para que seja possível pagar sua hospedagem e trazer notícias a você de forma gratuita. Por favor, considere nos apoiar desabilitando o seu bloqueador de anúncios. Obrigado

Refresh