web analytics

O maior telescópio Infravermelho do mundo pode encontrar vida extraterrestre inteligente

Seríamos somente nós nesta imensidão?  A probabilidade é de que não seja.

Seríamos somente nós nesta imensidão? A probabilidade é de que não seja.

Uma equipe de astrônomos, engenheiros e físicos das universidades do Havaí e Freiburg, e outras, apresentaram a proposta de uma nova e poderosa técnica para procura por vida inteligente fora de nosso planeta

Ao invés de procurar por ondas de rádio, a equipe sugere que sejam procuradas assinaturas de calor emitidas pelos exoplanetas.  Para isso será necessário um telescópio gigante capaz de detectar radiação infravermelha diretamente dos exoplanetas, assim revelando a presença de civilizações.

A ‘pegada de energia’ da vida e de civilizações aparece como radiação infravermelha de calor .  Uma forma conveniente de descrever a potência de um sinal é em termos de força estelar total que seja incidente no planeta anfitrião“, disse Jeff R. Kuhn, cientista chefe do projeto, no Instituto para a Astronomia Universidade do Havaí.

A técnica surgiu do fato que uma civilização produz energia, que adiciona ao calor do planeta, além do calor recebido de sua estrela mãe.  Um telescópio grande o suficiente, idealizado para detecção de infravermelho, poderia procurar por planetas que orbitam estrelas dentro de 60 anos-luz de distância de nós, para ver se esses planetas realmente abrigam civilizações.

A procura pela detecção civilizações extraterrestres direta por infravermelho, junto com muitos outras possibilidades de procura, tem levado a equipe a financiar e construir um telescópio gigante.  Grandes telescópios infravermelhos atualmente planejados, tais como Telescópio Gigante Magellan, o Telescópio de Trinta Metros e o Telescópio Europeu Extremamente Grande, não seriam grandes o suficiente para tal tarefa.

Ao invés disso, um telescópio, chamado de Colossus, com um espelho primário de aproximadamente 77 metros em diâmetro, poderia encontrar centenas de planetas do tamanho da Terra, ou maiores, em zonas habitáveis de suas estrelas, e talvez dezenas de civilizações extraterrestres, através do uso de desta tecnologia.

Assim, a equipe internacional tenta financiar a construção do telescópio de 77 metros, o qual poderia ser fabricado a partir de tecnologias revolucionárias de polimento de finos espelhos, desenvolvidas pela Innovative Optics.  O telescópio consistiria de aproximadamente sessenta segmentos de espelhos de 8 metros cada.

O Colossus seria o melhor telescópio infravermelho com alta-resolução do mundo e excederia no estudo de superfícies estelares, buracos negros, quasares, bem como objetos que parecem menores que 1 arco-segundo no céu.

O método revolucionário foi descrito por quatro astrônomos da equipe na edição de junho de 2013 da revista Astronomy, que é a maior revista mundial sobre o assunto.

n3m3

Fonte: zeenews.india.com

Termos recém pesquisados por leitores:

Loading...

ATENÇÃO: Os comentários abaixo são de responsabilidade única e exclusiva de seus próprio autores e o site OVNI Hoje não se responsabiliza por quaisquer inconveniências por eles causados, como também reserva o direito aos seus moderadores de banir qualquer usuário que bem determinarem. Ao usar a área de comentários abaixo, você concorda com esses termos.

Assim, seja civilizado ao comentar e reporte abusos, marcando tais comentários como 'inapropriados', acessando a pequena flecha apontada para baixo no lado direito de cada comentário.

Obrigado.

Ad Blocker Detectado

Olá leitor. O OVNI Hoje depende dos anúncios aqui publicados para que seja possível pagar sua hospedagem e trazer notícias a você de forma gratuita. Por favor, considere nos apoiar desabilitando o seu bloqueador de anúncios. Obrigado

Refresh