web analytics

Documentário Sirius: valeu a pena?

 

O pequeno humanóide teria morrido quando tinha entre 6 e oito anos.

O pequeno humanóide teria morrido quando tinha entre 6 e oito anos de idade… e somente 16 cm de altura.

Muitos leitores escreveram pedindo que eu expusesse meu comentário sobre o filme Sirius, que teve sua estréia essa semana.

Devo admitir que eu esperava mais do filme em termos de novas informações sobre a realidade da visitação extraterrestre.  Talvez o filme tenha servido seu propósito para aqueles que ainda não estejam completamente iniciados no tema.  Contudo, nada de novo foi apresentado, a não ser o que diz respeito aopequeno humanóide’ do qual era alegada a possibilidade de ser um alienígena, o que tem causado muita controversa.

Mas foi de certa forma revigorante ser relembrado mais uma vez sobre “o complexo industrial militar” e suas diabólicas intenções, as quais são definitivamente reais.  No filme foi mostrado como muito do orçamento dedicado ao Pentágono simplesmente desaparece sem ser contabilizado, levando à dedução lógica deles de que tenha sido utilizado em projetos secretos.

Quanto escutei isso pela primeira vez há alguns anos, não pude deixar de comparar os Estados Unidos com o Brasil.  No Brasil temos constantemente esses casos de ‘desaparecimento de dinheiro’, mas sabemos muito bem que não está indo para nenhum projeto militar secreto, enquanto que lá nem sequer passa pela cabeça das pessoas que o dinheiro possa estar sendo simplesmente roubado. (Desculpem, não pude me conter.)  Mas o desvio de dinheiro para projetos secretos é sim uma grande possibilidade naquele país, pois em 1987, quando prestei serviço por três meses, como civil, para a Base da Força Aérea dos Estados Unidos Tinker, em Oklahoma, pude conversar a respeito desses assuntos com um ou dois militares e civis que lá trabalhavam. Eles me contaram muitas histórias sobre como alguns modelos de aeronaves tinham sido mantidos em segredo por um longo tempo, antes de serem apresentadas para a população em geral.  Obviamente, nenhum recurso financeiro havia sido contabilizado para os protótipos dessas aeronaves e nunca se explicava como tal item, sendo tão caro, simplesmente se materializou do nada.  (Não pensem nada de mais sobre o trabalho que lá exerci naquela época, pois eu era meramente um trabalhador braçal de uma empresa privada 🙂  )

Voltando ao filme, uma parte que não me atraiu foi quando o Dr. Greer mostra as meditações em grupo ao ar livre para atraír os OVNIs.  Não me levem a mal, pois eu mesmo pratico meditação quando tenho a oportunidade, mas pessoalmente ainda quero entender o fenômeno em sua forma mecânica antes de adentrar a parte espiritual. Também acho que este possa ser um fator de rejeição ao tema para muitos que possuem aversão às coisas relacionadas à espiritualidade, o que dificulta a aceitação de todos sobre a realidade do fenômeno.  Pelo menos essa é a minha opinião.

Mas que sou eu para julgar. Possivelmente o Dr. Greer sabe algo que não sabemos, pois no filme é mostrado, alegadamente, que alguns OVNIS foram atraídos pela meditação em grupo.

O filme também mostra as batalhas e dificuldades, inclusive financeiras, que o Dr. Greer teve para manter sua jornada, e levanta inclusive a suspeita de que muitos investigadores e cientistas que trabalhavam em prol das tecnologias revolucionárias que nos libertariam das dependência do petróleo acabaram sendo “suicidados”. 

 Mas talvez a parte que todos esperavam era a que falaria sobre os resultados do teste de DNA do pequeno ser mostrado na foto acima.

O pequenino é oficialmente conhecido como o ‘Humanóide do Atacama’ e seu apelido ficou sendo ‘Ata’.  Desde que ele foi descoberto há 10 anos no Deserto do Atacama – Chile, muito tem se especulado sobre suas origens. (Para saber mais sobre como o ser foi encontrado, acesse aqui.)

Um feto humano, à esquerda, comparado com o Ata.

Um feto humano, à esquerda, comparado com o Ata.

As teorias abrangiam desde que seria um feto humano abortado, ou de que seria um macaco, ou até mesmo um alienígena.

O filme documentário Sirius mostrou que o pequeno ser teve seu DNA analisado por cientistas da Universidade de Stanford e comprovado ser,pelo menos parcialmente, de um humano que tinha de 6 a 8 anos de idade quando morreu.  Contudo, é claro, ainda há algo inexplicável a seu respeito, pois como pode um ser humano com essa idade ter uma estatura tão minúscula?  Inclusive, o ser possui 10 costelas de cada lado, enquanto um ser humano normal possui 12.

O Dr. Steven Greer afirma: “Após seis meses de pesquisa por renomados cientistas da Universidade de Stanfor, o Humanóide do Atacama ainda é um profundo mistério.  Viajamos até Barcelona, na Espanha, no final de setembro de 2012, a fim de obtermos raios-X detalhados, tomografias computarizadas e amostras genéticas para serem testadas na Universidade de Stanford.  Obtemos um excelente material de DNA, através da dissecação cirúrgica das pontas de duas costelas anteriores direitas do humanóide.  Essas mostram claramente material de medula óssea, como foi visto no microscópio que foi trazido para o procedimento“.

Os prestigiosos cientistas de Stanford concluíram que se tratava de uma “mutação interessante” de um macho humano que tinha sobrevivido até entre 6 a 8 anos de idade.

Garry Nolan, diretor de biologia da Escola de Medicina de Stanford, na Califórnia declarou: “Posso dizer com absoluta certeza que não se trata de um macaco.  Ele é humano – mais próximo de humanos do que de chimpanzés.  Obviamente, ele estava respirando, comendo, metabolizando.  Vale perguntar o quão pequena essa coisas era quando nasceu“.

O DNA conta a história e possuímos as técnicas computacionais que nos permitem determinar, em curto prazo, se na verdade isso seja humano“, explicou Nolan no filme documentário.

E certo que ainda há muitas perguntas para serem respondidas sobre esse intrigante ser.  Afinal, como pode um ser humano ter tal estatura?  Seria essa uma anomalia genética, uma mutação, ou haveria aqui uma mistura de raças?

Algo me diz que não teremos essa resposta tão logo.

Mas será que valeu a pena pagar US$ 9,99 pelo filme?  Bem, posso dizer com segurança que já paguei mais por coisas muito piores. 

Se você estava procurando por algo revolucionário e que iria lhe convencer de uma vez por todas de que estamos mesmo sendo visitados, esse filme deixou a desejar.  Mas não podemos esquecer que o Dr. Greer já teve sim seu momento de glória, quando em maio de 2001 conseguiu reunir no National Press Club em Washington DC 20 oficiais militares e ex-funcionários governamentais, pessoas de reputação impecável, que testemunharam perante a imprensa dos EUA e do mundo sobre seus encontros com OVNIs de possível origem extraterrestre.

Acredito que será difícil para o Dr. Greer superar esse feito, a não ser é claro que ele traga um ET em pessoa para uma entrevista ao vivo na CNN.

n3m3

 

Termos recém pesquisados por leitores:

"

ATENÇÃO: Os comentários abaixo são de responsabilidade única e exclusiva de seus próprio autores e o site OVNI Hoje não se responsabiliza por quaisquer inconveniências por eles causados, como também reserva o direito aos seus moderadores de banir qualquer usuário que bem determinarem. Ao usar a área de comentários abaixo, você concorda com esses termos.

Assim, seja civilizado ao comentar e reporte abusos, marcando tais comentários como 'inapropriados', acessando a pequena flecha apontada para baixo no lado direito de cada comentário.

Obrigado.

Ad Blocker Detectado

Olá leitor. O OVNI Hoje depende dos anúncios aqui publicados para que seja possível pagar sua hospedagem e trazer notícias a você de forma gratuita. Por favor, considere nos apoiar desabilitando o seu bloqueador de anúncios. Obrigado

Refresh