web analytics

Construindo uma base lunar com impressão em 3D

Lunar_base_made_with_3D_printing_large

A construção de uma base lunar pode ser simplificada através do uso de uma impressora em 3D, para contruí-la de materiais encontrados lá na Lua mesmo. Parceiros industriais, como Foster + Partners, se uniram à ESA (Agência Espacial Européia), para testar a viabilidade de “impressão em 3D” usando como matéria prima o próprio solo lunar.

A tecnologia de impressão em 3D tem produzido estruturas completas“, disse Laurent Pambaguian, líder do projeto da ESA.  “Nossa equipe industrial investigou se isso poderia ser empregado de forma similar para construir um habitat lunar.

A Foster + Partners desenvolveu um desenho de cúpula catenária para sustentação de peso, com paredes de estrutura celular, para proteção contra micrometeóros e radiação espacial, para proteger os astronautas.

A estrutura celular oca – copiada dos ossos de pássaros – fornece uma ótima combinação de resistência e peso.

Bloco

Bloco de 1,5 toneladas que foi produzido pelo processo de impressão em 3D.

O desenho da base foi guiado por sua vez pelas propriedade do solo lunar impresso em 3D, com um bloco de construção de 1,5 toneladas, que foi produzido como demonstração.

A impressão em 3D oferece meios potenciais de facilitação da colonização lunar, reduzindo a logística proveniente da Terra“, adicionou Scott Hoyland da ESA.  “As novas possibilidades abertas por este trabalho podem ser consideradas pelas agências espaciais internacionais como parte de um desenvolvimento atual de estratégia comum de exploração.

‘Impressões’ em 3D podem ser construídas nível a nível – a empresa tipicamente usa sua impressora para criar esculturas e está trabalhando em corais artificiais para ajudar a preservar as praias das ondas do mar.

“Primeiro precisamos misturar o material lunar simulado com óxido e magnésio.  Isto o faz se transformar em ‘papel’ que podemos utilizar para imprimir”, explicou Enrico Dini, fundador da Monolite, uma das empresas envolvidas. “Depois, para nossa ‘tinta’ estrutural, aplicamos um sal que converte o material em algo sólido como a rocha.  Nossa impressora atual constroi à velocidade de 2 metros por hora, enquanto o nosso projeto da próxima geração deverá alcançar 3,5 metros por hora, completando um prédio inteiro em uma semana.”

n3m3

Fonte: www.esa.int

Colaboração: Murillo Paiva

ATENÇÃO: Os comentários abaixo são de responsabilidade única e exclusiva de seus próprio autores e o site OVNI Hoje não se responsabiliza por quaisquer inconveniências por eles causados, como também reserva o direito aos seus moderadores de banir qualquer usuário que bem determinarem. Ao usar a área de comentários abaixo, você concorda com esses termos.

Assim, seja civilizado ao comentar e reporte abusos, marcando tais comentários como 'inapropriados', acessando a pequena flecha apontada para baixo no lado direito de cada comentário.

Obrigado.

Ad Blocker Detectado

Olá leitor. O OVNI Hoje depende dos anúncios aqui publicados para que seja possível pagar sua hospedagem e trazer notícias a você de forma gratuita. Por favor, considere nos apoiar desabilitando o seu bloqueador de anúncios. Obrigado

Refresh