web analytics

Planetas que vagueiam pelo universo fora de seus sistemas solares podem também abrigar a vida

Em 28 de março passado, publicamos aqui no OVNI Hoje um artigo intitulado Planetas Desprovidos de Estrelas Também Podem Conter Água.

Atualizando essa notícia, nos chega a informação de que planetas desprovidos de “sóis”, que vagueiam pelo universo sem estarem em órbita de uma estrela, podem suportar a vida, de acordo com dois professores da Universidade de Chicago.   O calor geotérmico do interior desses planetas poderiam suportar a vida em oceanos sob suas superfícies congeladas, mesmo sem contarem com um companheiro solar.

Quando sistemas planetários são formado, alguns planetas podem entrar em órbitas hiperbólicas e se ejetarem do sistema, como resultado de interações gravitacionais com planetas gasosos gigantes.

Dorian s. Abbot, do Departamento de Ciências Geofísicas, e E. R. Switzer, do Instituto Kavly para Física Cosmológica e do Departamento de Astronomia e Astrofísica, dizem que recentes desenvolvimentos na caracterização de exoplanetas têm levantado a possibilidade de que num relativo futuro próximo possamos ser capazes de procurar por bioassinaturas nas atmosferas de planetas com massa terrestre.

Abbot, que é professor de ciências geofísicas, publicou um trabalho no  Astrophysical Journal Letters em julho de 2011, com o então pesquisador pós-doutorado Eric Switzer, sobre a possibilidade de planetas vagueando através do espaço interestelar, como “um lobo solitário perambulando pela estepe“, como Abbot e Switzer colocaram, que poderiam suportar vida sob seus oceanos gelados.

Se esses exoplanetas abrigarem vida, ela poderia ter sido originada em uma era mais benigna, antes desses corpos celestes terem sido ejetados de suas estrelas mãe.  Também, após a ejeção, a vida poderia originar nas chaminés hidrotérmicas, as quais têm sido propostas por alguns cientistas como a origem da vida em nosso planeta.  Se a vida puder originar e sobreviver nesses planetas sem ‘sóis’, ela realmente deve existir por todo o universo.

Até agora, a NASA imagina que exista bilhões de planetas fora de sistemas planetários, perambulando pelo nosso universo, mas, de acordo com a agência, nenhum foi detectado em nossa “vizinhança” ainda.

Em um futuro próximo, telescópios e missões de satélites deverão ser capazes de discernir não somente aonde os planetas similares à Terra estão, mas também que tipo de clima eles possuem, sua composição atmosférica, e talvez até suas assinaturas gasosas que podem denotar a existência de vida.

n3m3

Fonte: beforeitsnes.com 

ATENÇÃO: Os comentários abaixo são de responsabilidade única e exclusiva de seus próprio autores e o site OVNI Hoje não se responsabiliza por quaisquer inconveniências por eles causados, como também reserva o direito aos seus moderadores de banir qualquer usuário que bem determinarem. Ao usar a área de comentários abaixo, você concorda com esses termos.

Assim, seja civilizado ao comentar e reporte abusos, marcando tais comentários como 'inapropriados', acessando a pequena flecha apontada para baixo no lado direito de cada comentário.

Obrigado.

Ad Blocker Detectado

Olá leitor. O OVNI Hoje depende dos anúncios aqui publicados para que seja possível pagar sua hospedagem e trazer notícias a você de forma gratuita. Por favor, considere nos apoiar desabilitando o seu bloqueador de anúncios. Obrigado

Refresh