web analytics

Dispositivo revolucionário pode detectar câncer e captar sinais de ETs

Em nota publicada pelo site A Voz da Rússia, investigadores do Laboratório Nacional de Física e do Colégio Imperial de Londres descobriram uma maneira mais simples de criar “masers” – Microwave Amplification by Stimulated Emission of Radiation (Amplificação de Microondas por Estimulação da Emissão de Radiação, em português).

Este dispositivo pode, por exemplo, detectar um pequeno tumor antes dele se espalhar ou fazer funcionar um radiotelescópio – instrumento para detecção e medição da radiação electromagnética de radiofrequência – que nos colocaria em contacto com extraterrestres.

Poderíamos construir um radiotelescópio que tenha baixo ruído, 100 vezes mais sensível do que o melhor de que dispomos hoje, e detectarmos inteligência extraterrestre que ainda não foi detectada“, explica o chefe da equipe, Mark Oxborrow. “Este dispositivo pode revolucionar o mundo da mesma forma como os lasers fizeram“, completou.

A diferença deste maser é a simplicidade. Os antigos dispositivos, inventados nos anos 1950, precisam de campos magnéticos extremos, pressões e temperaturas baixas, vácuo e líquidos especiais. Já este funciona à temperatura ambiente e não exige nada de diferente.

Quando os lasers foram inventados ninguém sabia exactamente como seriam utilizados, mas a tecnologia floresceu até ao ponto em que os lasers se tornaram omnipresentes nas nossas vidas diárias. Ainda temos um longo caminho a percorrer, mas a nossa descoberta significa que esta tecnologia pode, literalmente, sair do conceito e começar a tornar-se mais útil“, finalizou Oxborrow.

Como estes masers podem passar sem problemas pelo corpo humano, nuvens e materiais sólidos, as aplicações são inúmeras.

Fonte: portuguese.ruvr.ru

Colaboração: Edna Galbiatti

—–

EDITORIAL:

De acordo com o site wikianswers, as primeiras ondas de rádio transmitidas da Terra em 1920, estariam agora a uma distância aproximada de 90 anos-luz da Terra.  Contudo, ninguém sabe ao certo se estas ondas de rádio não degradaram ao ponto de não mais serem ‘legíveis’ para seja lá quem for que as detectarem.  Afinal, quando ondas de rádio atravessam o espaço sideral, provavelmente estão sujeitas a todos os tipos de ‘ataques’, seja por radiação, magnetismo, ou quaisquer outros fatores que talvez ainda sejam desconhecidos por nós.

Assim, fiquei um tanto desconfiado quando na minha juventude ouvi dizer que o Instituto SETI estava usando equipamentos para a detecção de ondas de rádio, a fim de encontrar possíveis transmissões vindas de outros sistemas solares, enviadas por civilizações alienígenas inteligentes.  Ainda que muito jovem, para mim parecia muito lógico que isto nunca iria funcionar por várias razões, mas principalmente pelo motivo enunciado no início deste edital.

Outras dúvidas também rodearam minha mente, como por exemplo, quem é que tem certeza que outras civilizações usam ondas de rádio para se comunicar?  Não haveriam outras tecnologias de comunicação mais eficientes, as quais ainda sequer vislumbramos e muito menos temos a capacidade de detectar, que não sofreriam degradação causada pelas intemperes do espaço?

Bem, com a notícia acima, parece que isso ficou ainda mais claro para mim.  Quem sabe com a tecnologia ‘maser’ e outras que estão por vir, possamos daqui para frente dar início a um trabalho mais objetivo para encontrar outras civilizações, pois as indicações que temos são de que o contrário já ocorreu há muito tempo.

n3m3

Termos recém pesquisados por leitores:

ATENÇÃO: Os comentários abaixo são de responsabilidade única e exclusiva de seus próprio autores e o site OVNI Hoje não se responsabiliza por quaisquer inconveniências por eles causados, como também reserva o direito aos seus moderadores de banir qualquer usuário que bem determinarem. Ao usar a área de comentários abaixo, você concorda com esses termos.

Assim, seja civilizado ao comentar e reporte abusos, marcando tais comentários como 'inapropriados', acessando a pequena flecha apontada para baixo no lado direito de cada comentário.

Obrigado.

Ad Blocker Detectado

Olá leitor. O OVNI Hoje depende dos anúncios aqui publicados para que seja possível pagar sua hospedagem e trazer notícias a você de forma gratuita. Por favor, considere nos apoiar desabilitando o seu bloqueador de anúncios. Obrigado

Refresh