web analytics

Cientistas russos: “O jipe-sonda Curiosity não encontrará vida”

Segundo notícia publicada em julho passado no portal A Voz da Rússia em português, os físicos russos da Universidade Politécnica Estatal de São Petersburgo publicaram um artigo na revista Geophysical Research Letters em que põem em questão a missão do novo veículo da NASA destinada à explorar Marte à procura de vida.

Ao contrário dos outros veículos enviados à Marte, o Curiosity pode recolher amostras de solo não só da superfície, mas também da camada superior do subsolo marciano. Os especialistas da NASA esperam descobrir em Marte moléculas orgânicas que provem a existência de vida no planeta.

No entanto, os cientistas russos, ao calcular o nível da radiação cósmica, chegaram à conclusão que, mesmo que se consiga descobrir vestígios de vida em Marte, estes estariam a uma profundidade da ordem dos 1,5 m, onde por enquanto é impossível chegar. Acima desse nível, o solo do planeta vermelho está literalmente queimado pela radiação.

Será que os cientistas russos estão certos e os da NASA não pensaram nesta possibilidade?

Logo saberemos.

n3m3

Fonte: portuguese.ruvr.ru

Colaboração: Ceticismo Total

ATENÇÃO: Os comentários abaixo são de responsabilidade única e exclusiva de seus próprio autores e o site OVNI Hoje não se responsabiliza por quaisquer inconveniências por eles causados, como também reserva o direito aos seus moderadores de banir qualquer usuário que bem determinarem. Ao usar a área de comentários abaixo, você concorda com esses termos.

Assim, seja civilizado ao comentar e reporte abusos, marcando tais comentários como 'inapropriados', acessando a pequena flecha apontada para baixo no lado direito de cada comentário.

Obrigado.

Ad Blocker Detectado

Olá leitor. O OVNI Hoje depende dos anúncios aqui publicados para que seja possível pagar sua hospedagem e trazer notícias a você de forma gratuita. Por favor, considere nos apoiar desabilitando o seu bloqueador de anúncios. Obrigado

Refresh