web analytics

Após estudarem uma rede de rios em lua de Saturno, cientistas dizem que “Titã é estranhamente parecida com a Terra”

Titan, "estranhamente pareceido com a Terra".

Titã, “estranhamente parecida com a Terra”.

Por muitos anos, a atmosfera espessa e rica em nitrogênio e metano de Titã bloqueou a visão dos astrônomos, os quais sequer podiam imaginar como seria sua superfície.  A maior lua de Saturno aparecia nos grandes telescópios como uma esfera alaranjada e nebulosa, contrastando com outras luas em nosso sistema solar, as quais mostram suas superfícies repletas de crateras.

Em 2005, a sonda espacial Cassini-Huygens voou próxima à Titã durante sua órbita ao redor de Saturno, e penetrou a espessa neblina daquela lua com seus instrumentos fotográficos, fornecendo aos cientistas as primeiras imagens detalhadas de sua superfície.  As imagens de radar revelaram um terreno gelado, esculpido por rios de metano líquido, muito similares aos rios de água em nossos continentes.

Apesar das imagens de Titã terem revelado sua paisagem atual, muito pouco é conhecido sobre seu passado geológico.  Agora os pesquisadores do MIT e da Universidade do Tenessee, em Knoxville, analisaram as imagens das bacias de rios de Titã e determinaram que em algumas regiões, os rios causaram pouca erosão.  Os pesquisadores dizem que há duas explicações possíveis para isto: ou a erosão em Titã é extremamente lenta, ou algum outro fenômeno recente pode ter devastado os leitos dos rios antigos, bem como outras características geológicas de sua superfície.

Titã possui pouquíssimos sinais de crateras em sua superfície, o que indica que lá há uma atividade geológica constante, similar ao que ocorre na Terra.

Vale lembrar também que esta lua agora está em pauta nos estudos de muitos cientistas, inclusive com alguns acreditando que ela possa abrigar formas de vida muito distintas daquilo que estamos acostumados, ou seja, vida que não utiliza o oxigênio para respirar, mas sim o metano.  É possível que logo tenhamos algumas surpresas vindas dos estudos deste satélite misterioso.

Veja o vídeo publicado no YouTube pelo MIT.  A legenda é em inglês, mas clicando-se no botão ‘cc’ na janela do vídeo, pode-se mudá-la para o português:

Fonte do vídeo: MITNewsOffice

n3m3

 

Colaboração: Henrique C.O

Fonte: www.dailymail.co.uk

 

 

 

ATENÇÃO: Os comentários abaixo são de responsabilidade única e exclusiva de seus próprio autores e o site OVNI Hoje não se responsabiliza por quaisquer inconveniências por eles causados, como também reserva o direito aos seus moderadores de banir qualquer usuário que bem determinarem. Ao usar a área de comentários abaixo, você concorda com esses termos.

Assim, seja civilizado ao comentar e reporte abusos, marcando tais comentários como 'inapropriados', acessando a pequena flecha apontada para baixo no lado direito de cada comentário.

Obrigado.

Ad Blocker Detectado

Olá leitor. O OVNI Hoje depende dos anúncios aqui publicados para que seja possível pagar sua hospedagem e trazer notícias a você de forma gratuita. Por favor, considere nos apoiar desabilitando o seu bloqueador de anúncios. Obrigado

Refresh